jump to navigation

Grêmio empata com o Sport na Ilha julho 16, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
trackback

Se no início do jogo o empate em Recife era um resultado até mesmo desejado pelo Grêmio, após o decorrer do jogo e o domínio excercido pelo Tricolor Gaúcho na maior parte da partida, o empate, aliado ao sufoco sofrido nos últimos minutos, passou a ser algo digno de lamento pelos jogadores, comissão técnica e torcedores gremistas.

O Grêmio deixou escapar uma vitória importantíssima para a campanha, justamente no momento em que tinha todo o controle do jogo na mão. Lamentável, mas talvez importante para fazer o treinador gremista acordar e largar o discurso de que não fará alterações porque o time tem a defesa menos vazada. O Grêmio já não é a única equipe nesta posição.

Agora, com a vitória do Cruzeiro, o Grêmio, em terceiro na tabela, ainda no G4, fica a 2 pontos do segundo colocado e pode chegar a 7 pontos de distância do líder, Flamengo, caso este vença seu jogo pela 12ª rodada, na quinta-feira. A situação gremista pode melhorar, contudo, no final de semana, quando o Grêmio pega o Cruzeiro no Olímpico e pode passar o time mineiro, isolando-se na segunda posição, um ponto à frente da raposa.

As mudanças

A meu ver, considero imprescindível, para o salto de qualidade do Grêmio, que o treinador altere o esquema para o velho e bom 4-4-2, justamente para poder utilizar, juntos, os três principais reforços contratados recentemente para o segundo semestre: Orteman, Tcheco e Souza.

Mesmo antes da contratação dos jogadores de maior qualidade para o meio, o Grêmio já apresentou rendimento melhor nas vezes em que Celso Roth alterou, no decorrer do jogo, o esquema de 3-5-2 para o 4-4-2. Com o trio Orteman, Tcheco e Souza, respectivamente na segunda, terceira e quarta funções do meio-campo, este salto de qualidade na mudança de esquema deverá ser ainda maior.

Para isso, Roth poderia jogar Réver para a frente da zaga, fazendo as vezes de primeiro volante, ou sacar um dos três defensores para a entrada de Amaral, ou Willian Magrão. O fato é que o 3-5-2, na minha opinião, não é o melhor esquema com os alas (que são laterais, na verdade) disponíveis. Completamente diferente daquele 3-5-2 do Grêmio de Tite, Campeão da Copa do Brasil 2001, que tinha, na ala esquerda Gilberto ou Rubens Cardoso, no auge da forma, e na direita Ânderson Lima, também no momento máximo da carreira.

O problema não é, portanto, o esquema e sim as peças disponíveis que visivelmente trabalhariam melhor em um 4-4-2, que exija laterais mais defensivos. Assim, a esperança do torcedor, para ver os três principais reforços juntos, reside, acima de tudo, na mudança de mentalidade do treinador em relação ao esquema.

Dificilmente Roth entraria com Orteman, Tcheco e Souza no meio, sem ter um volante de retenção com eles. Só espero que, para não cair no 4-4-2 e ainda assim poder contar com os três reforços juntos, Celso não pense em fazer a inclusão dos três reforços com a retirada de um atacante, configurando um possível 3-6-1, a meu ver defensivo demais.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: