jump to navigation

E agora Celso Roth? fevereiro 14, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
trackback

Com o anúncio da contratação de Maxi López, o Grêmio coloca Celso Roth e seu 3-6-1 no paredão. Sim, não é possível que, com Alex Mineiro, Herrera e Maxi López, o técnico gremista insista em seu esquema de um atacante apenas. Isso sem contar que ainda tem Jonas, que tem mostrado um excelente desempenho neste início de temporada.

O Tricolor apresenta para 2009 um quarteto de atacantes de dar inveja a qualquer time brasileiro, mas é preciso botá-los em campo. Do contrário, não tem sentido reforçar a equipe justamente no ataque. Também não tem sentido Celso trocar um dos meia atacantes, Souza ou Tcheco, por um dos argentinos.

Há, portanto, duas alternativas iniciais para Roth. Ou o treinador volta para o 3-5-2 do ano passado, porém com apenas um volante de contenção e dois meias de ligação, ou ele deixa de ser teimoso e utiliza, na minha opinião, o esquema mais indicado para o Grêmio e seu atual plantel: o 4-4-2.

Alguns podem dizer que o 3-5-2 funcionaria bem também. Não há dúvidas que sim. Contudo, com apenas três homens no meio, Tcheco acaba tendo que jogar como segundo homem, um pouco mais recuado, e perde um pouco de sua qualidade no entrosamento com Souza. Já o esquema 3-6-1 pode até ser usado em jogos mais difíceis, contra equipes tradicionais em seus estádios. Fora isso, seria um desperdício com todos os atacantes disponíveis.

Por isso reitero que, na minha concepção, a melhor formação para o Tricolor encarar a Libertadores seria o 4-4-2 com a seguinte escalação: Victor, Ruy, Leo, Réver e Jadilson (Fábio Santos); Diogo (Orteman), Magrão (Adilson), Tcheco (Maylson) e Souza (Douglas Costa); Alex Mineiro (Jonas), Maxi López (Herrera).

Mas o melhor de tudo é a análise dos parenteses no parágrafo acima. Sim, o Grêmio apresenta para a Libertadores não apenas um excelente plantel titular mas, principalmente, ótimas peças de reposição. Exatamente o que faltou para o Tricolor em 2008.

Concluo afirmando que, caso Celso Roth acorde para o que tem nas mãos e deixe de ser teimoso, o Grêmio tem tudo para caminhar com força rumo ao TRI da Libertadores da América.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: