jump to navigation

A estreia do Grêmio no Brasileirão maio 10, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
trackback

O Grêmio tropeça na largada do Brasileirão 2009 com o empate em 1 a 1 com o Santos em pleno estádio Olímpico lotado. O fato mais lamentável da noite foi o acovardamento de Marcelo Rospide, bem ao estilo de seu mentor Celso Roth, que levou à perda de 2 pontos importantes.

Jogando no Olímpico, empatando e com a necessidade de vencer para não perder pontos em casa na primeira rodada do Brasileirão 2009, o treinador interino decidiu sacar o atacante Jonas e colocar o volante Túlio, ainda antes da metade do segundo tempo.

Em seguida, resolve colocar Alex Mineiro e, ao invés de tirar um jogador de defesa para consertar o esquema que ficava muito defensivo (poderia ser o zagueiro Rafael Marques ou o volante Adilson), tirou o argentino Maxi López que era a jogada mais aguda do time.

Sua única boa substituição foi a entrada de Douglas Costa no lugar de Tcheco que não vinha fazendo uma grande partida. Ainda assim, na minha opinião o interino poderia ter sacado um zagueiro para dar mais ofensividade e voltar a um esquema com dois atacantes.

A partir daí o Grêmio, mesmo jogando no tão odiado 3-6-1 de Celso Roth, voltou a pressionar à frente do gol do Santos. Então, em bela jogada de Túlio para Réver, o zagueiro cortou o defensor santista que o marcava e bateu firme no canto direito do goleiro Douglas para abrir o placar.

Ainda assim, o defensivismo do esquema de Marcelo Rospide acabou por mostrar-se ineficiente, principalmente jogando em casa, e o time cedeu espaços. Acabou, recuado, fazendo a falta que daria o gol do Peixe. Molina, bateu de forma magistral e guardou no canto esquerdo de Victor para empatar o jogo.

De positivo, a grande atuação de Souza, que mostra mais uma vez que mereçe todos os esforços possíveis da direção para a renovação de seu contrato. Ainda que a pedida do PSG possa parecer alta demais. Não é, e o meia provou isso hoje, mais uma vez com suas jogadas dignas de Winning Eleven e movimentação que cansa só de olhar. Não podemos perdê-lo para o Fluminense.

De negativo a certeza de que Marcelo Rospide não pode mesmo ser treinador do Imortal, pois tem no sangue o gene da retranca, a exemplo de Celso Roth. Quero ver o que a direção vai fazer a respeito do 3-6-1 apresentado em mais da metade da etapa final. Do Roth chamaram a atenção e não o deixaram atuar desta forma no Grenal.

E agora, Krieger, como fica a cobrança pelo esquema retranqueiro com o interino? Só espero que Autuori não seja infectado com o vírus da retranca que Roth espalhou pelo estádio Olímpico por mais de um ano. Não tem sentido, estar empatando em casa e, mesmo assim, sacar um atacante para colocar um volante, principalmente quando se joga no 3-5-2.

Anúncios

Comentários»

1. Primeira rodada do Brasileirão 2009 « Eduardo Trindade online - maio 11, 2009

[…] desta primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2009. Como falei sobre o empate do Grêmio no post de ontem, aqui comentarei apenas alguns outros de relevância para o decorrer do […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: