jump to navigation

As quartas de final da Copa junho 30, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
trackback

A Copa do Mundo da África do Sul já apresenta suas marcas. Aquelas que entrarão para a história espetacular das Copas do Mundo. Umas boas, outras nem tanto. Destaco, neste post, uma positiva (pelo menos para nós, sul-americanos).

Além de estar sendo marcado por erros absurdos de arbitragem (este ponto vou abordar em outro post), o Mundial 2010 já tem cara de Copa América. Pela primeira vez a América do Sul tem mais representantes que a Europa nas quartas de final da Copa do Mundo. São quatro (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) contra três do velho continente (Alemanha, Espanha e Holanda) e um da África (Gana).

Ainda que o Paraguai deva cair diante da Espanha, afinal os paraguaios estão aí mais por incompetência dos japoneses e, principalmente, dos italianos na primeira fase, o feito é gigante.

Mas o que mais impressiona é a real possibilidade de chegarmos com três sul-americanos (Argentina, Brasil e Uruguai) nas semifinais da Copa do Mundo. Seria quase uma Copa América. Para que isso aconteça, cada equipe terá suas dificuldades específicas.

As missões sul-americanas

Os comandados de Dunga não podem vacilar diante da poderosa Holanda de Robben, Kuyt e Huntelaar. Os brasucas precisam ser melhores do que foram até agora na Copa. O gol de Robben contra a Eslováquia mostra que o menor espaço que ele tiver será transformado em perigo para o gol brasileiro. E o pior é que o meio campo do Brasil, já carente de boas peças, está bastante desfalcado para esta partida. Enfim, parada duríssima para a Seleção de Dunga.

O Uruguai de Oscar Tabárez vem muito bem depois das vitórias seguidas sobre África do Sul, México e Coreia do Sul. Tem um trio de ataque de arrepiar com dois jogadores excepcionais (Diego Forlán e Luis Suárez). É uma seleção que vem com força, sedenta pelo tri depois de 60 anos, e deve passar por Gana que, apesar de ter uma boa equipe, não deve conseguir segurar La Celeste. Mas nunca se sabe, pois as boas jogadas de Kevin-Prince Boateng e Gyan podem surpreender.

A parada da Argentina, como a do Brasil, é muito complicada. A Alemanha tem um dos melhores times do Mundial. São rápidos, técnicos e, como toda seleção alemã, tem uma obediência tática de dar inveja. Mas los hermanos tem Maradona. Como o próprio goleador Higuaín o chama: “um motivador nato”. O ex-craque tem armas poderosas de ataque sob seu comando e é idolatrado pelos jogadores. Jogão com cara de final antecipada, com tudo para ser o melhor jogo da Copa.

O Paraguai é quem tem a missão mais impossível das quartas de final. A Espanha pode até ter começado mal, perdendo para a Suíça na estreia, mas engrenou e conseguiu, ontem, fazer o que o Brasil não conseguiu (aliás niguém até então tinha conseguido na Copa): marcar um gol na seleção de Portugal. Enfim, até espero estar errado porque gostaria de ver o Paraguai nas semifinais, mas acho que a Fúria deve passar sem maiores dificuldades pelos paraguaios.

Esta é, sem dúvidas, uma Copa do Mundo com cara de Copa América.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: