jump to navigation

Renato pede demissão do Grêmio junho 30, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Renato Gaúcho, maior ídolo da história do Grêmio, pediu para sair do comando técnico do time, ontem, após o vexame do empate heroico contra um limitado Avaí em pleno estádio Olímpico. Apesar dos ataques de muitos torcedores contra Renato, não vejo sua saída neste momento como a solução para os problemas gremistas.

O treinador tem lá seus problemas, principalmente com relação a algumas preferências discutíveis dentro do plantel já limitado que tinha em mãos, mas todos tem. E depois de uma campanha como a do ano passado, tirando o clube da incômoda zona do rebaixamento e levando, em pouco mais de um turno, o time para a Libertadores com a melhor capanha de um turno na era dos pontos corridos, não posso concordar com aqueles que insistem em queimar o cara pelo início turbulento no Campeonato Brasileiro.

Principalmente porque este time que vem jogando não é o mesmo que passará a jogar nas próximas semanas, com os retornos de jogadores importantes que estavam lesionados e a inclusão dos contratados. O novo técnico, que deve ser Cuca, terá em mãos reforços que Renato não teve até agora e qualquer comparação será, no mínimo, injusta.

Mas pior que isso é ler que Celso Roth foi cogitado porque conta com a admiração do presidente Paulo Odone. Ainda que seja apenas uma especulação, o simples fato de Odone ter admiração pelo trabalho de um cara que a torcida odeia e que nunca ganhou nada importante (afinal, na campanha do título do Inter na Libertadores 2010, o técnico comandou o time apenas nos quatro últimos jogos, enquanto Fossati foi o técnico em 10 partidas) é, para dizer pouco, lamentável.

Enfim, espero que um dia os cartolas do futebol brasileiro aprendam que não adianta ficar trocando de técnico como quem troca de roupa. Tenho certeza que Sir Alex Fergusson, que permanece como treinador do Manchester United há 25 anos, apesar dos vários títulos importantes neste tempo todo, também passou por temporadas ruins, mas nem por isso teve que sair.

Anúncios

A quinta rodada do Brasileirão junho 7, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Não pretendo fazer aqui uma análise detalhada de todo o campeonato, apenas dos jogos mais interessantes da rodada, exceto o do Grêmio que já havia ocorrido na quinta e, portanto, já comentado.

Após o término da quinta rodada do Campeonato Brasileiro 2009, o Inter continua liderando a tabela, mas já não é mais 100%. Com o empate em 1 a 1 contra o Cruzeiro, em Minas, o time do Técnico Tite chega aos 13 pontos e, contando a derrota para o Coritiba pela Copa do Brasil no meio da semana, já soma dois jogos sem vencer.

Em segundo, a grande surpresa do campeonato. Com a goleada de 4 a 0 sobre o Atlético PR, o Atlético Mineiro do retranqueiro “que não se deve nomear” – plagiando J.K. Rowling – chega aos 11 pontos e encosta no líder. A derrota do Furacão para o Galo causou, inclusive, mais uma demissão no campeonato. Geninho não é mais o técnico do Atlético Paranaense.

Na terceira posição, o Vitória que desperdiçou a grande oportunidade de assumir a vice liderança e encostar no Inter. No jogo contra o Palmeiras, no Parque Antártica, o domínio foi baiano. O Rubro-Negro saiu na frente e teve várias chances para matar o jogo. Contudo ora a trave, ora Marcos salvaram o Verdão.  Então veio o empate com Ortigoza aos 20 do segundo tempo. E nos descontos Maurício Ramos ainda arrancou um gol de escanteio para a virada palmeirense.

Com a vitória por 2 a 1, o Palmeiras vai a 8 pontos e assume a sexta posição que era do Grêmio no início da rodada. O Grêmio caiu para a 8ª posição, com um ponto a menos que o Porco. O outro time que passou o Tricolor Gaúcho no domingo foi o Fluminense. Os comandados de Parreira venceram o clássico contra o Botafogo no Maracanã, com um belo gol de Fred e chegou à mesma pontuação do Verdão, ficando em 7º pelo saldo de gols.

Outro jogo interessante da rodada foi o Sport e Flamengo na Ilha do Retiro. O Flamengo saiu na frente abrindo 2 gols. Mas com uma recuperação surpreendente o time de Recife conseguiu virar o jogo para 4 a 2 em apenas oito minutos. Com o resultado, os cariocas param nos 7 pontos.

Já o Sport, que tinha apenas dois pontos, conquista sua primeira vitória no Brasileirão 2009. Além dos 3 pontos e da espetacular reação do Leão da Ilha, na estreia do técnico Leão, cabe destacar o chute impressionante do Sandro Goiano de antes da linha do meio do campo e que, não fosse  a defesa do Bruno, seria o gol que Pelé não fez.

Buenas, e você o que mais gostaria de destacar da quinta rodada do Brasileirão 2009?

Alerta para Paulo Autuori maio 17, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
3 comments

A derrota de ontem do Grêmio para o Atlético Mineiro de Celso Roth no Mineirão por 2 a 1 marcou a última partida de Marcelo Rospide no comando Tricolor.

Claro que a arbitragem esteve muito mal itencionada, como o meia Souza resumiu muito bem ao final do jogo. A marcação do pênalti que não existiu, quase ao final da partida, revoltou jogadores e direção.

Ainda assim, o futebol mostrado contra uma das equipes com mais problemas de qualidade do Brasileirão serve de alerta para o novo técnico, Paulo Autuori, que chega na segunda- feira.

Na minha opinião, como na de boa parte da mídia esportiva gaúcha, com a chegada de Autuori, o esquema 3-5-2 deveria dar lugar ao 4-4-2. Com a entrada Túlio (eu ainda acho que deveriam dar oportunidade a Orteman) o meio campo se reforça. Além disso, no 3-5-2 Tcheco tem que jogar muito atrás, marcando às vezes mais que o próprio Adilson.

Outra necessidade é substituir Jonas por Herrera. O argentino, com ritmo de jogo, tem muito mais a oferecer que Jonas. O camisa 7 erra muitos passes, não tem bom domínio e nem mesmo o chute forte, que sempre teve, está afinado. Enfim, a derrota deste sábado deve servir de alerta para quem deseja realmente conquistar o Tri da América.

Grêmio enfrenta Celso Roth maio 16, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

Na tarde deste sábado teremos um encontro, no mínimo interessante, entre o Grêmio (ainda sem técnico) e o Atlético Mineiro, sob o comando do recém contratado, Celso Juarez Roth. Sim o ex-técnico Gremista tão odiado pela torcida Tricolor.

Apesar de saber das dificuldades, considero o jogo importantíssimo para a reafirmação da equipe também no Brasileirão, já que na Libertadores o Grêmio segue com a melhor campanha.

Além disso, esta é a hora da vingança contra tudo que o pseudo treinador armou para o Tricolor em seus mais de 12 meses no comando do time. Não seria nada bom perder para aquele que foi escurraçado por todos nós, justamente por sua vocação defensivista e perdedora.

O jogo das 18:30 de hoje é, pois, de suma importância para a moral dos jogadores Gremistas. E você internauta, aposta em quem no duelo de hoje?

O lado bom da derrota abril 6, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Pois é, nenhum gremista gostaria de ter perdido o Grenal 376 (o quarto seguido) e ficado de fora da final do Gauchão mais uma vez. Mas com a derrota para o Inter, por 2 a 1, o time foi desclassificado do Campeonato Gaúcho nas quartas de final da Taça Fábio Koff.

De qualquer forma, tenho certeza absoluta que, pelo menos por um motivo, os torcedores gostaram do ocorrido. Celso Roth foi finalmente demitido do clube para onde não deveria ter vindo pela terceira vez. O Grêmio agora busca um treinador de verdade, além de três reforços anunciados: um lateral, um meia e um atacante.

Ainda em tempo de conquistar a Libertadores da América, a direção Tricolor toma a decisão correta e, hoje, já parte para as definições com o novo técnico. Os nomes mais cotados são Geninho e Caio Júnior. Corre por fora o nome de Renato Gaúcho.

Vamos Grêmio!

Titulares pedem para jogar abril 3, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
add a comment

É revoltante o que Celso Roth tem feito com o time do Grêmio. Diogo Olivier traz, no ClicRBS, informação importante dos bastidores do Tricolor que levam a torcida a uma indignação ainda maior com o treinador e sua falta de visão ao escalar o time reserva em muitos jogos do Gauchão.

Segundo Olivier, alguém muito importante dentro do clube deixou claro que os titulares não apenas pediram para jogar o Grenal 376, como também queriam ter entrado em outros onde a opção do técnico foi colocar um time misto ou completamente reserva.

Lamentável. Além de ter posto em risco a continuidade do time no Campeonato Gaúcho, Roth faz com que os principais atletas acabem não pegando ritmo de jogo. Para desespero da torcida, os jogadores atestam isso com as inúmeras oportunidades de gol perdidas nos jogos da Libertadores (34 em 3 jogos).

É bom que os dirigentes do Grêmio chamem a atenção do homem “forte” do vestiário, o manda chuva que tudo pode no Olímpico, e EXIJAM time titular, domingo, no Grenal do Beira-Rio. E se perder novamente, sendo eliminado definitivamente do Gauchão 2009, a direção deveria acordar e demitir o treinador, antes que seja tarde demais.

Convenhamos, esperar uma desclassificação do time na Libertadores para demitir Celso Roth, seria um tremendo desperdício de oportunidade. Depois não adianta chorar.

Roth insiste com os reservas março 23, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio, apenas com reservas novamente, não passou de um empate em 1 a 1 contra o Canoas Ulbra ontem à tarde. É mais um empate pífio da equipe reserva do Tricolor, que o excelentíssimo senhor treinador de 220 mil por mês insiste em escalar.

Isso mesmo que o jogo da Libertadores, contra o Aurora da Bolívia, seja apenas na quarta feira à noite. Continuo insistindo que acho um absurdo “preservar” os jogadores de uma partida no DOMINGO, se o próximo jogo será apenas na QUARTA. A desculpa desta vez foi a viagem. Lamento, mas não posso concordar.

Lembro claramente de quando um clube podia disputar Libertadores e Copa do Brasil juntas, e ainda tinha o Gauchão paralelamente. Pois Felipão, por exemplo, ia bem em todas, e com time TITULAR, ou o que tinha disponível de melhor no momento.

Basta lembrarmos que em 1995, o técnico Luiz Felipe Scolari, com o Grêmio, foi campeão da Libertadores, do Gauchão e chegou à final da Copa do Brasil, quando perdeu para o Corinthians o título. Agora, parece que apesar de ganharem bem mais que há 10 ou 15 anos atrás, os jogadores não podem fazer nem metade do esforço que outrora faziam.

Agora, justamente com o time titular precisando se afirmar e pegar ritmo, o clube age desta forma. Não creio que isso venha exclusivamente do treinador. Mas ele seria o único que poderia demover o clube desta ideia e não o faz. Então, só posso concluir que o técnico concorda com esta estratégia, no meu modo de ver o futebol, equivocada.

Não adianta o Presidente Duda Kroeff vir à imprensa falar que não gostou da atuação do time e que desejava vencer. Acorda Grêmio: TITULARES SEMPRE!!! Assim o time foi vitorioso em outras épocas, não pode ser tão diferente agora.

Goleada do Grêmio com titulares março 18, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

Com gols de Tcheco, Leo, Jonas (2), Fábio Santos e Maxi López (marcando seu primeiro com a camisa Tricolor), o Grêmio faz 6 a 1 no Zequinha. Finalmente o time volta a marcar muitos gols, desencantando na produção ofensiva, sem as tantas perdas dos últimos jogos da equipe titular. O Grêmio, com um jogo a mais, que os demais do grupo, assume a liderança da chave e começa a encaminhar a classificação para as finais da Taça Fábio Koff.

Tudo bem que o fraco time do São José, pode até não ser parâmetro para quem disputa uma Libertadores, mas serve de excelente treino para o time titular que deverá (ou pelo menos espero) começar a jogar com mais frequência para adquirir ritmo e confiança. Como coloquei no post anterior, a utilização dos principais jogadores também no Gauchão só traz benefícios para o clube no decorrer da temporada, inclusive na Libertadores.

Além da boa apresentação da equipe, com 4 gols marcados por jogadores do meio para a frente, recuperando a confiança do setor ofensivo, a outra boa notícia do início de noite desta quarta foi a vitória surpreendente do Boyacá Chicó sobre o Universidad do Chile por 3 a 0. Com o resultado o Grêmio assume a segunda colocação do grupo 7 na Libertadores da América e pode terminar a terceira rodada em primeiro, caso vença o Aurora na Bolívia no próximo jogo.

Grêmio titular contra o Zequinha março 17, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
1 comment so far

Um dos motivos pelos quais o torcedor gremista teme, com razão, o comando perdido de Celso Roth é a falta de ritmo do time titular. Talvez um dos principais motivos para, quando jogam, não conseguirem fazer os gols que aparecem.

Na noite de quarta o Tricolor volta a campo pelo Gauchão. Pega o Zequinha no Olímpico e, finalmente, parece que o treinador resolveu acordar e colocar o time titular para pegar ritmo de jogo. É um absurdo que um jogador profissional em um time do calibre do Grêmio não possa jogar duas vezes por semana.

Claro que absurdos como jogar com menos de 3 dias de intervalo são temerários, mas jogar no meio da semana e depois no final dela, não deveria ser problema e, ao contrário, deveria ser visto como algo NECESSÁRIO para um time que deseja VENCER.

Vê se acorda, Roth, e coloca os titulares de agora em diante no Gauchão. A menos que alguém esteja sentindo lesão ou suspenso, não tem porque poupá-los, exceto em jogos com menos de 3 dias de intervalo, obviamente. O Grêmio só tem a ganhar com isso, em todos os sentidos.

Grêmio vence Boyacá Chicó março 12, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
2 comments

Em sua segunda partida na Libertadores da América 2009 o Grêmio enfrentou os quase 2800 metros de altitude de Tunja e venceu o Boyacá Chicó por 1 a 0, com gol de Souza batendo falta. Celso Roth garantiu, com a vitória sua permanência momentânea, ainda que a torcida continue o querendo bem longe daqui.

Sim, niguém discorda que a opção pelos dois atacantes no jogo da Colômbia tenha sido uma imposição feita a Roth. Tenho a nítida impressão que, caso a direção não exigisse dois atacantes, o treinador insistiria com o fracassado 3-6-1 do qual é fã. Esta foi a  legítima vitória apesar do treinador.

Não consigo entender porque um técnico que tem que ser obrigado pela diretoria a escalar dois atacantes, para não montar a super retranca, permanece recebendo o maior salário do clube. Se o treinador tem convicções tortas, não tem sentido mantê-lo.

O maior problema do Tricolor, sem falar no técnico, são as finalizações. Jonas, desta vez foi o campeão de chances perdidas. Inclusive sem goleiro. A preocupação do torcedor é que nas duas partidas pela Libertadores, a primeira contra o Universidad do Chile, em  Porto Alegre, e agora contra o Boyacá Chicó na Colômbia, a equipe jogou muito melhor que o adversário e criou várias oportunidades de gol, porém com um aproveitamento zerado na primeira e mínimo agora.

Desta vez, pelo menos uma foi convertida e garantiu ao Imortal Tricolor a primeira vitória do time na Colômbia, em Libertadores. Ainda assim, o risco do empate, apesar do volume de jogo, permaneceu vivo até o final e esses desperdícios de chances claras, contra uma equipe mais qualificada são imperdoáveis e podem levar a um final não tão feliz quanto o de Tunja.

Greve de posts sobre o Tricolor março 9, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

Até que a direção do Grêmio crie vergonha na cara e demita Celso Roth, declaro greve de posts sobre o Imortal Tricolor. Ainda que simbólica, a idéia é clara: Não pretendo escrever sobre o nosso GRÊMIO, com um time que, mesmo tendo qualidade técnica, é comandado por alguém com discurso e atitude de fracassado e perde para o Santa Cruz, empata para o Ypiranga em casa e perde para o Inter. Isso tudo na sequência.

Infelizmente a diretoria vai deixar o fracassado ir até a Colômbia enfrentar o Boyacá Chicó e, se ganhar, acaba ficando. O problema é que, mesmo vencendo lá, tenho certeza que ele não tem condições de levar o time a título nenhum. E provou isso ano passado quando tinha tudo e mais um pouco para ser Campeão Brasileiro e jogou tudo pela janela. Com ele, a Libertadores será mais um Tri que não virá.

Por isso, só volto a escrever sobre o Grêmio sob duas hipóteses. Ou a demissão de Roth (melhor delas), ou o time voltar a mostrar, apesar do treinador, um bom e vitorioso futebol. Como acho que, na atual situação, bom futebol com Celso não aparecerá, continuo na torcida por sua demissão. Fora Roth!!!

Campanha FORA ROTH! março 6, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
add a comment

Como Gremista de coração e sócio torcedor, convoco todos os sócios que, assim como eu, não suportam mais olhar para o banco Tricolor e enxergar Celso Roth no comando da equipe, a entregarem suas carteiras no quadro social até que algo seja feito a respeito.

Pode até ser que nada mude, mas é nossa última alternativa, pois ontem até faixas de FORA ROTH foram retiradas do estádio em um ato ditatorial nada condizente com a democracia Tricolor. Ao ser questionado sobre o assunto o Presidente Duda Kroeff negou que tal intervenção tivesse vindo de uma ordem dele. Mas o fato é que ela ocorreu e foi alguém dos altos escalões que a passou à equipe de segurança.

A atual direção do clube consegue ser mais cega que Stevie Wonder. O time que deseja ser campeão da Libertadores, e tem um bom plantel para isso, não consegue (ou não quer) mais nem mostrar empenho e dedicação com o atual técnico. Óbvio. Se nós, torcedores, fazemos esta leitura da situação, imaginem os jogadores que, na maioria, já foram treinados por técnicos de verdade e percebem a falta de leitura de jogo de Celso Roth.

O empate de ontem, em casa, contra o pequeno Ypiranga de Erechim, por 1 a 1 nos deixa a certeza de que, jogando assim, o time não passa da primeira fase da Libertadores. Afinal, se não consegue ganhar em casa de Universidad do Chile e Ypiranga, também não o fará fora de casa contra Boyacá Chicó e Aurora. Lamentável.

Enfim, como forma de protesto, abro aqui a campanha FORA ROTH, para sócios torcedores. A minha carteirinha será entregue neste final de semana no quadro social, e a sua?

FORA ROTH! março 5, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
1 comment so far

Simplesmente não dá mais para aguentar a bazófia e prepotência, sem falar na falta de inteligência, de Celso Roth. Mesmo com todas as provas anteriores de que seu esquema 3-6-1 é um erro, Roth insistiu com ele no Grenal.

Mas pior que isso é não dar o braço a torcer e ainda tentar tirar onda com a torcida dizendo que nossa visão é que de uma hora pra outra ele não entende mais de futebol. O treinador (se é que podemos chamá-lo disso sem ofender os verdadeiros profissionais) está redondamente enganado. Não é de uma hora pra outra que pensamos isso. Na verdade desde a sua entrada no Grêmio a torcida não tolera Roth.

Um técnico que nunca ganhou mais que campeonatos regionais, não tem o mínimo crédito para treinar o Imortal Tricolor. E essa, com certeza, não é uma novidade, afinal não fomos campeões brasileiros no ano passado por causa do treinador que nunca teve chegada mesmo.

FORA ROTH! Independente de quem venha para seu lugar (Felipão é um sonho distante, mas um sonho), os resultados, com o plantel atual, só tendem a melhorar com um técnico de verdade. Está mais que na hora da direção acordar e não deixar o Grêmio sair de Tunja com um mau resultado contra o Boyacá Chicó para correr o treinador.

A teimosia de Roth março 2, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Impressiona a soberba e teimosia de Celso Roth no comando do Grêmio. Mesmo com um dos melhores plantéis de atacantes do país, o treinador insiste com o esquema burro do 3-6-1, utilizado mundo afora apenas por equipes pequenas, sem força ofensiva.

Isso mesmo depois do show de produção ofensiva (apesar da falta de gols) da equipe no empate no meio da semana contra o Universidad do Chile. Não é possível que, com o salário que ganha, Celso Roth siga abusando de seu poder para fazer com que todos engulam suas convicções no mínimo estranhas, para não ser mais contundente com os adjetivos.

Infelizmente, apesar da multa rescisória, se o Grêmio desejar realmente levar o título da Libertadores, deverá trocar de treinador o quanto antes. Não dá mais para continuar tendo um excelente plantel e um técnico de visão distorcida do que tem nas mãos.

Com Roth o Grêmio emplacou nada menos que a TERCEIRA derrota consecutiva em Grenais. Inadmissível. Basta lembrar que em fevereiro Luiz Felipe Scolari foi demitido do Chelsea, justamente porque perdeu todos os clássicos. E aqui o cara que não tem um décimo do currículo de Felipão vem fazendo experiências malucas, perdendo clássicos e segue inabalado no comando do Imortal Tricolor?

É preciso que se diga: Acordem, Duda Kroeff e direção Tricolor. O Grêmio precisa de um técnico de verdade para encarar a Libertadores, ou corremos o risco de não levar nada novamente. Lamentável.

O lado esquerdo do Grêmio fevereiro 27, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
add a comment

Apesar das excelentes jogadas ofensivas do Grêmio pelo setor esquerdo no jogo de quarta, pude notar e espero que Celso Roth também, que quase todas as poucas tentativas perigosas do time adversário chegavam pela esquerda.

Jadílson é melhor apoiador que Fábio Santos, mas é preciso que um dos três zagueiros faça a cobertura no caso da subida do ala, o que ocorre com frequência. No jogo de estreia do Grêmio na Libertadores, o setor acabou sendo coberto por Adilson, fazendo com que Tcheco jogasse ainda mais recuado, fechando o meio, o que deveria ser atribuição do volante.

Deixo bem claro que não estou defendendo a substituição de Jadilson por Fábio Santos, pois também acho que o primeiro pode ser muito mais importante na Libertadores que o segundo. Contudo, o que alerto é que num bom 3-5-2 quem deve dar cobertura à subida dos alas, pelas laterais defensivas do campo, são os zagueiros laterais, não o volante.

Adilson jogou muito, não é este o problema. O grande porém é que, tendo que cobrir os buracos da lateral esquerda, o jovem volante, mesmo com toda sua vitalidade e juventude, acabou não conseguindo fechar o meio, fazendo com que Tcheco recuasse e não jogasse tão próximo de Souza como vinha fazendo. Que sirva de lição para Celso Roth.

A goleada que não foi fevereiro 26, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , ,
add a comment

Estive no Olímpico na noite de quarta e, assim como os 33 mil torcedores presentes, tive a impressão de nunca ter visto coisa igual em toda a minha vida. O jogo era para ter acabado em uma espetacular goleada, mas pelos mais variados motivos, não passou de um frustrante zero a zero contra o Universidad do Chile. A verdadeira goleada que não foi.

O setor das cadeiras laterais com acesso no portão 12, logo acima da Geral do Grêmio, balançava com a empolgação da torcida que cantou 90 minutos sem parar. Mesmo assim, o Grêmio não conseguiu superar a barreira de até SEIS zagueiros imposta pelo visitante. E nas vezes que assim o fez, esbarrou no excelente goleiro, que também é o titular da seleção Chilena, ou na trave.

O volume de jogo apresentado pelo Grêmio não permite que ninguém duvide da capacidade deste time de ser campeão da Libertadores 2009, ainda que o empate em casa na largada seja um péssimo resultado. O Grêmio não vai passar a Libertadores inteira criando 15 chances CLARÍSSIMAS de gol sem aproveitar nenhuma. Isso não acontece toda a hora.

Ainda, se não bastasse a eficiência e sorte da defesa chilena, o árbitro errou feio quando, no segundo tempo, Jonas foi agarrado claramente dentro da área e o juíz não marcou o pênalti. Mas como diz o ditado popular: “Bola pra frente”. Todos os grande títulos do Tricolor foram contra tudo e contra todos. O Tri da Libertadores da América não poderia ser diferente.

Por que não Orteman? fevereiro 19, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
2 comments

A correria do Grêmio em busca de um volante, na minha opinião, não justifica. O técnico Celso Roth tem no elenco Orteman, Adilson, Maylson, Makelele e Diogo. Não vejo necessidade de mais um. Na posição o Tricolor alia experiência com juventude, mais ou menos como foi a receita de Mano Menezes na Libertadores 2007, com Gavilán, ou Sandro Goiano, e Lucas compondo o setor.

Na verdade, acredito que o melhor para a Libertadores na primeira função fosse Orteman, que tem experiência no torneio, com Diogo sendo seu reserva imediato. Para segundo volante, tanto Adilson, como Maylson podem desempenhar muito bem a função. E ainda ficaria Makelele na reserva.

Se pararmos para analisar a relação dos possíveis inscritos para a Libertadores, a posição mais deficitária do Grêmio para encarar a competição é, sem dúvida, a lateral direita. Em todo o plantel há apenas o Ruy e, talvez, o garoto Wellington na função. Não consigo acreditar que, com tudo que está jogando Souza no meio, o técnico pense em escalá-lo, futuramente, na ala direita para substituir Ruy em uma eventualidade. Portanto, considero que, ao invés de buscar mais um volante, o Tricolor deveria partir em busca de mais um lateral direito.

E você o que acha que falta para o Grêmio da Libertadores 2009?

Celso Roth aprova 4-4-2 no Grêmio fevereiro 15, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

A escalação do Grêmio no 4-4-2 foi acelerada pela saída de Leo, que deve ocorrer ainda esta semana, e pela chegada de mais um atacante de peso para a disputa da Libertadores. A verdade é que a vitória sobre o Avenida, não tanto pelo placar de 2 a 1, mas pelo que produziu no tradicional esquema, pode ter mudado a cabeça do treinador Tricolor.

Não teria sentido, com tudo que tem à disposição, Roth, insistir no esquema com apenas um atacante. Meu medo era que, diante desta realidade, Celso optasse pelo 3-5-2, deslocando Tcheco para a segunda função do meio. Prevaleceu o bom senso e, talvez alguma pressão superior.

O Grêmio entrou sem Leo e com dois volantes fazendo a proteção dos dois zagueiros. Bem tradicional, no batido, mas efetivo 4-4-2, o time fez sua parte, pelo menos ofensivamente. Resta saber se após testar vários esquemas, Celso vai mesmo se render ao que melhor encaixa com seu atual elenco, ou vai seguir preso a suas convicções, pra não dizer teimosias.

E agora Celso Roth? fevereiro 14, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Com o anúncio da contratação de Maxi López, o Grêmio coloca Celso Roth e seu 3-6-1 no paredão. Sim, não é possível que, com Alex Mineiro, Herrera e Maxi López, o técnico gremista insista em seu esquema de um atacante apenas. Isso sem contar que ainda tem Jonas, que tem mostrado um excelente desempenho neste início de temporada.

O Tricolor apresenta para 2009 um quarteto de atacantes de dar inveja a qualquer time brasileiro, mas é preciso botá-los em campo. Do contrário, não tem sentido reforçar a equipe justamente no ataque. Também não tem sentido Celso trocar um dos meia atacantes, Souza ou Tcheco, por um dos argentinos.

Há, portanto, duas alternativas iniciais para Roth. Ou o treinador volta para o 3-5-2 do ano passado, porém com apenas um volante de contenção e dois meias de ligação, ou ele deixa de ser teimoso e utiliza, na minha opinião, o esquema mais indicado para o Grêmio e seu atual plantel: o 4-4-2.

Alguns podem dizer que o 3-5-2 funcionaria bem também. Não há dúvidas que sim. Contudo, com apenas três homens no meio, Tcheco acaba tendo que jogar como segundo homem, um pouco mais recuado, e perde um pouco de sua qualidade no entrosamento com Souza. Já o esquema 3-6-1 pode até ser usado em jogos mais difíceis, contra equipes tradicionais em seus estádios. Fora isso, seria um desperdício com todos os atacantes disponíveis.

Por isso reitero que, na minha concepção, a melhor formação para o Tricolor encarar a Libertadores seria o 4-4-2 com a seguinte escalação: Victor, Ruy, Leo, Réver e Jadilson (Fábio Santos); Diogo (Orteman), Magrão (Adilson), Tcheco (Maylson) e Souza (Douglas Costa); Alex Mineiro (Jonas), Maxi López (Herrera).

Mas o melhor de tudo é a análise dos parenteses no parágrafo acima. Sim, o Grêmio apresenta para a Libertadores não apenas um excelente plantel titular mas, principalmente, ótimas peças de reposição. Exatamente o que faltou para o Tricolor em 2008.

Concluo afirmando que, caso Celso Roth acorde para o que tem nas mãos e deixe de ser teimoso, o Grêmio tem tudo para caminhar com força rumo ao TRI da Libertadores da América.

Resultado injusto no Grenal 374 fevereiro 8, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
6 comments

Apesar do maior volume de jogo apresentado pelo Grêmio e da pressão sofrida pelo Inter, o Grenal 374 terminou com derrota Tricolor por 2 a 1. Ou melhor, a arbitragem fez com que ele assim terminasse.

Assim como com o gol de Orteman no meio da semana, anulado errôneamente, Jonas fez o segundo gol gremista, com Índio dando condições, mas teve seu tento anulado pelo árbitro Carlos Simon e seu assistente.

O Colorado saiu na frente com gol contra de Willian Magrão. O Grêmio empatou com Jonas no segundo tempo. Então, com o gol que seria a virada Tricolor anulado, o Inter revidou e, logo depois, em contra ataque fulminante marcou o gol da vitória colorada. Vitória roubada e injusta pelo que apresentaram os times.

Não importa. Se o time da Padre Cacique precisou “mexer os pauzinhos” para chegar mais facilmente ao título do Gauchão, para o Grêmio este campeonato serve apenas como aquecimento para a Libertadores da América 2009.

E, cá entre nós, para isso o jogo de hoje serviu. O Tricolor produziu bastante, demonstrou boa movimentação e chegou a marcar dois gols, apesar do segundo ter sido anulado de forma incorreta.

Jonas se afirma como excelente opção para o ataque e Souza voltou a ser o nome do jogo, reforçando sua qualidade na armação, como principal jogador do Grêmio.

Quanto ao Inter, é preciso mesmo aproveitar para fazer do Gauchão a salvação da lavoura colorada no ano do centenário. Parabéns Carlos Simon, por colaborar com a façanha.