jump to navigation

O custo da Copa do Mundo no Brasil junho 29, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , ,
6 comments

O superfaturamento de obras no Brasil não é novidade para ninguém. Portanto, seria fácil deduzir que montanhas de dinheiro seriam envolvidas nas obras para a Copa do Mundo 2014 no país.

Até aí, apesar de revoltante, nada de novo. Mas quando acho que não podemos mais nos surpreender com os abusos e artimanhas políticas para enriquecimentos ilícitos de todos os tipos com obras superfaturadas, me deparo com a notícia lamentável que vi hoje no UOL Esporte.

Segundo a matéria, o custo da Copa do Mundo no Brasil será bem maior que o total das últimas três Copas somadas. Enquanto as três últimas edições (Japão/Coreia, Alemanha e África do Sul) custaram cerca de 30 bilhões de Dólares juntas, os levantamentos atuais dos gastos no Brasil já batem na casa dos 40 bilhões de Dólares.

Não é possível que o Brasil tenha que gastar tanto para sediar o evento. Por mais benefícios que uma competição com esta possa trazer ao país, nada justifica investimentos da ordem dos 40 bilhões de Dólares enquanto milhões de brasileiros não tem o que comer nem onde dormir.

O que revolta ainda mais, é que o levantamento que aponta este custo é apenas uma estimativa que, normalmente, ao final das obras costuma sofrer aumentos consideráveis. No caso do Pan- Americano 2007 no Rio, por exemplo, os custos finais com as obras foram cerca de 10 vezes maiores que a estimativa inicial.

Para termos uma ideia do tamanho do abuso, se os custos finais com a Copa do Mundo 2014 forem duas vezes maiores que a estimativa, teremos que conviver com a vergonha de ter gasto mais do que o total de TODAS as Copas do Mundo somadas. Segundo a matéria do UOL, o somatório do custo de todas as Copas realizadas até hoje gira em torno de 75 bilhões de Dólares.

Sei que muitos não concordam, por vários motivos, mas o melhor para o Brasil, diante do atual cenário, seria que a Fifa voltasse atrás o quanto antes e tirasse o Brasil da condição de sede para 2014.

Afinal, este custo quem paga somos nós, brasileiros que, na maioria, não ganham absolutamente nada com a realização da Copa do Mundo aqui e ainda deixam de ver toda essa fortuna investida em saúde e educação, por exemplo. Lamentável.

Anúncios