jump to navigation

Desfalques contra o Fluminense maio 3, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O técnico Silas acabou de comemorar seu primeiro título pelo Grêmio e já começa a quebrar a cabeça para montar o time que entrará em campo contra o Fluminense pela Copa do Brasil nesta quarta-feira.

As suspensões de Edilson e Willian Magrão (ambos levaram o terceiro cartão amarelo), e Rodrigo (expulso no Maracanã) levam o técnico gremista a estudar as possibilidades de reposição.

Com o provável retorno de Mário Fernandes na defesa, o zagueiro Ozéia, que jogou o Grenal, deverá substituir Rodrigo. No meio, Fábio Rochemback é o favorito à vaga de Willian Magrão.

A maior dúvida reside na lateral direita. Ainda assim, a entrada de Joilson na segunda etapa do clássico, no lugar de Neuton, pode indicar que ele seja o substituto de Edilson.

Assim, a mais provável escalação do Grêmio para o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil contra o Fluminense no Olímpico será: Victor; Joilson, Mário Fernandes, Ozéia e Neuton; Adilson, Fábio Rochemback, Hugo (Leandro) e Douglas; Jonas e Borges.

Anúncios

Grêmio é lider geral do Gauchão março 26, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Com a vitória de ontem, por 2 a 1 sobre o Novo Hamburgo no estádio Olímpico, o Grêmio assume a posição de melhor campanha geral no Gauchão 2010 e, se mantiver o ritmo, garante todos os jogos da fase final em casa. Para o Tricolor, uma excelente vantagem, já que com o resultado de ontem o Grêmio acumula 49 partidas sem derrota em seus domínios. Para quem não lembra, a última derrota do time no Olímpico foi em 13 de setembro de 2008, por 2 a 1 para o Goiás, ainda sob o comando de Celso Roth. Desde então, o clube não sabe o que é perder em casa.

Afirmações Tricolores

Primeiro, a confirmação da qualidade diferenciada do meia Douglas. O ex-corinthiano assumiu a camisa 10 Tricolor e, sem cerimônia, tomou pra si o papel de cérebro articulador do time. Tem um toque rápido, é habilidoso e praticamente não erra passes. Um verdadeiro achado de Duda Kroeff e Luiz Onofre Meira.

Maylson, que entrou na equipe devido às lesões de Hugo, Leandro e Souza, deve estar garantido sua titularidade. Isso provavelmente mesmo após o retorno dos dois primeiros, o que deve ocorrer ainda em abril. O garoto é uma das grandes revelações da base e já mostrava isso na seleção brasileira sub 20 e nas categorias de base do próprio Tricolor. Com as oportunidades, está confirmando seu potencial, mesmo jogando adaptado em uma função mais ofensiva que sua original.

Outra boa notícia vem do setor defensivo e com mais um garoto da base. Com Mário Fernandes e Rodrigo o Grêmio ganhou uma zaga rápida e confiável que transmite segurança para os torcedores e colegas de time. Ainda na defesa, os laterais Edilson e Fábio Santos parecem estar, aos poucos, se encaixando no time e garantindo proteção defensiva aos zagueiros e apoio ofensivo quando necessário.

Os problemas

Apesar da 12 vitórias em sequência, e dos 49 jogos sem perder no Olímpico, continuo defendendo a idéia de que Ferdinando não deve ser o primeiro volante da equipe titular. O jogador está muito longe da qualidade técnica dos garotos da base (Willian Magrão e Fernando). Se fosse substituído por um deles, o meio campo gremista ganharia, com certeza, uma saída de bola mais qualificada para encarar os adversários mais duros que o Grêmio deverá enfrentar nas próximas fases da Copa do Brasil.

O mesmo vale para o atacante William. Ainda que seja um problema menor, já que Borges, o titular da posição, deve retornar por volta do dia 11 de abril, continuo afirmando que o centroavante, ex-Avaí, não tem muito a contribuir. Principalmente quando chegarem compromissos mais difíceis e uma marcação mais forte. Ontem ele até marcou seu gol, mas não fez muito mais que isso. Mesmo assim, Silas continuará a barrar a entrada de Mithyuê no time para manter seu protegido.

As surpresas do misto do Grêmio março 4, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Avenida em Santa Cruz, ontem à noite, pela abertura da Taça Fábio Koff (segundo turno do Gauchão) por 3 a 1 e mostrou algumas boas surpresas do time misto colocado em campo pelo técnico Silas.

O primeiro deles foi o lateral estreante, Edilson, que não apenas marcou o dele mas também deu um passe na medida para Jonas marcar o terceiro.

Rodrigo, o zagueiro, apesar de falta de entrosamento, mostrou que pode ser um bom reforço para a zaga gremista que, depois da saída de Réver, ainda procura seu xerifão.

Mário Fernandes provou que joga mais feliz na zaga que na lateral e, com entrosamento, pode sem dúvida alguma compor a zaga titular com Rodrigo, ou Rafael Marques.

Com relação aos volantes, espero que Silas tenha percebido que, com ritmo de jogo, Willian Magrão (ou Fernando) e Adilson são muito melhores que Ferdinando e Rochemback. Mas continuo apostando que o “bom pastor” manterá pelo menos o Ferdinando que ontem só não jogou porque estava suspenso.

Na frente, William é pesado, trombador, sem habilidade e não apareceu pra nada ontem. Reitero minha idéia do Grêmio atuar no 4-5-1 até que Borges retorne da lesão muscular que sofreu contra o Novo Hamburgo, afinal o reserva imediato da posição não parece ser amigo da bola como precisa para estar no Grêmio.

E, apesar do gol marcado, continuo com minhas restrições ao atacante Jonas. Na minha opinião, o atacante só marca porque o time cria bastante, pois ele continua sendo o campeão de perder lances e não tem um jogo bonito. Posso estar errado em minha visão, mas para mim sempre parece que a bola está prestes a morder o jogador.

Enfim, foi uma noite para descobrir alguns jogadores que podem ser muito úteis na corrida do Grêmio rumo ao Penta da Copa do Brasil que reinicia no dia 17, contra o Votoraty de São Paulo.