jump to navigation

Os problemas do Grêmio de Renato março 12, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Uma campanha de 41 jogos com apenas sete derrotas representa, obviamente, um excelente retrospecto para o treinador e ídolo gremista, Renato Portaluppi.

Entretanto, assim como muitos dos méritos do Grêmio, alguns problemas do atual time também tem origem direta no técnico e suas insistências questionáveis.

Duplas de atacantes

Borges e André Lima são matadores com faro de gol e bom posicionamento na área. Mas precisam de um Jonas como segundo atacante chamando o jogo para os lados e pentrando em velocidade às costas dos zagueiros adversários.  Ambos rendem mais quando acompanhados por um jogador com este perfil.

Escudero tem tudo pra ser este cara. Mas Renato dá a entender que o jogador precisa estar “enturmado” antes de jogar pra valer no time principal. Talvez agora, com a lesão de André Lima, uma das tentativas do técnico seja a entrada do Argentino como segundo atacante de velocidade. Se der certo, permanece.

Lateral-esquerdo e meio campo

Sinceramente não entendo por que Renato Gaúcho insiste com Gilson neste setor mesmo com as declarações de Lúcio sobre sua preferência pela lateral. Não é correto dizer que como lateral-esquerdo ele estaria sendo desperdiçado, pois nesta posição Lúcio sempre rendeu muito.

Mas suponhamos que ele prefira mesmo forçar o jogador a atuar como meia, mesmo tendo uma variedade de meias disponíveis, ainda há duas opções muito melhores que Gilson: Bruno Colaço e Neuton.

Há quem especule que Renato seria dono de parte dos direitos de Gilson e que por isso insiste com o jogador. Enfim, seja como for, este é outro problema de fácil solução para o Grêmio, mas que precisa ser encarado de uma vez por todas.

Caso a opção de retornar Lúcio para sua posição original seja a escolhida, Renato pode resolver ainda com a mesma alteração dois problemas. O da lateral e o do meio campo.

Deslocando o ex-lateral do Hertha Berlin para sua origem, o técnico gremista pode montar um meio e ataque com Rochemback, Willian Magrão (ou Fernando), Carlos Alberto, Douglas, Escudero e Borges.

Zagueiro bom no banco

O companheiro de Rodolfo na zaga do Grêmio deveria ser Mario Fernandes, mas Renato nem cogita a entrada do jovem e prefere colocar Rafael Marques com a saída do zagueiro Paulão para o futebol chinês.

Infelizmente, assim como ocorreu com Felipe Mationi, embreve o Grêmio deverá perder Mario Fernandes para algum clube europeu, ou brasileiro, que o dê oportunidade de jogar.

Bom, mas com ressalvas

Enfim, apesar de estar fazendo um excelente trabalho no comando do seu time do coração, Renato Portaluppi tem suas teimosias como qualquer treinador de futebol. Mas se o eterno camisa 7 quer chegar ao topo novamente pelo Grêmio, agora como técnico, precisa abrir mão destas teimosias.