jump to navigation

O primeiro de muitos março 10, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Desde os tempos de Renato Gaúcho como jogador, o Grêmio aprendeu a vencer enfrentando as mais complexas adversidades. Tais conquistas renderam ao clube a alcunha de Imortal Tricolor. Foi assim em Tóquio, em 1983, e não seria diferente no primeiro título de Portaluppi como técnico do clube que o revelou para o mundo. O primeiro de muitos, tudo indica.

Ontem, após a vitória suada nos pênaltis contra o Caxias pela final da Taça Piratini (primeiro turno do Campeonato Gaúcho 2011), Renato experimentou sua primeira conquista como treinador do seu time do coração, seguindo a mais sofrida das tradições tricolores.

O Grêmio perdia por 2 a 0 quando o técnico gremista,  ainda no primeiro tempo, sacou Carlos Alberto do time e colocou Bruno Colaço em seu lugar, para dar mais consistência defensiva pelo lado esquerdo. Deu certo.

Antes mesmo do intervalo, como efeito da mudança promovida por Renato Gaúcho, o Tricolor descontou com uma das apostas do próprio técnico para a decisão: Willian Magrão, que havia iniciado a partida no lugar de Lúcio, marcou de fora da área em chute indefensável mesmo para o bom goleiro André Sangalli.

Mas o sofrimento perduraria por todo o segundo tempo e boa parte dos 8 minutos de descontos (6 minutos propostos incialmente, mais 2 por cera técnica já dentro dos descontos). O gol de empate do Grêmio veio apenas aos 50 minutos do segundo tempo, com Rafael Marques.

A decisão da Taça Piratini (primeiro turno do Gauchão 2011) foi então para os pênaltis, e o Grêmio conquistou o primeiro caneco sob o comando de Renato Portaluppi, graças às duas defesas de Victor, o goleiro gremista e da Seleção Brasileira. É o Imortal Tricolor fazendo história novamente.

Goleada para embalar novo esquema junho 5, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Na goleada de ontem por 3 a 0 sobre o Náutico, que era um dos líderes e não tinha perdido ainda, os destaques foram Souza com dois gols, Alex Mineiro com duas assistências e Maxi López com um gol e muita raça como sempre. Com o resultado o Tricolor vai a 7 pontos. Mas quero falar sobre o fim do 3-5-2.

A vitória de à noite no Olímpico foi a despedida do esquema  infame implantado por Celso Roth no início do ano passado. Um pouco por necessidade (suspensão do Réver) e outro tanto por convicção do novo técnico gremista.

A coletiva do treinador Paulo Autuori ao final da partida foi clara. Para o técnico, os dez dias entre jogos até o confronto contra o Fluminense serão suficientes para treinar bem o 4-4-2, com segurança. E disse mais. Não é refém de resultados. Independente de ganhar ou perder, uma vez alterado, não retorna ao esquema antigo nem por toda a pressão do mundo.

Tenho apenas uma divergência com o professor Autuori. O treinador Tricolor avisa que Makelele é o jogador mais provável para ser improvisado na lateral direita, na ausência de Ruy e Joílson também suspensos.

A opção que daria mais qualidade ao time seria deslocar Souza para a lateral e colocar Douglas Costa no meio, pelo menos neste jogo contra o Fluminense. Sou da seguinte opinião: se temos que improvisar, que seja com o que há de melhor.

Grêmio enfrenta Celso Roth maio 16, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

Na tarde deste sábado teremos um encontro, no mínimo interessante, entre o Grêmio (ainda sem técnico) e o Atlético Mineiro, sob o comando do recém contratado, Celso Juarez Roth. Sim o ex-técnico Gremista tão odiado pela torcida Tricolor.

Apesar de saber das dificuldades, considero o jogo importantíssimo para a reafirmação da equipe também no Brasileirão, já que na Libertadores o Grêmio segue com a melhor campanha.

Além disso, esta é a hora da vingança contra tudo que o pseudo treinador armou para o Tricolor em seus mais de 12 meses no comando do time. Não seria nada bom perder para aquele que foi escurraçado por todos nós, justamente por sua vocação defensivista e perdedora.

O jogo das 18:30 de hoje é, pois, de suma importância para a moral dos jogadores Gremistas. E você internauta, aposta em quem no duelo de hoje?

Grêmio segue firme na luta novembro 10, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Contrariando todas as previsões, inclusive a minha própria, o Grêmio venceu o Palmeiras, por 1 a 0, em pleno Parque Antártica. Pode ser um bom sinal de que as coisas conspiram a favor do Tricolor. Afinal foi com sofrimento e superação que vieram os últimos títulos importantes do Grêmio. E foi destas conquistas que veio com força a brincadeira sobre a imortalidade.

Podemos lembrar de 12 anos atrás quando o Grêmio de Felipão jogou a primeira partida final daquele Brasileirão contra a Portuguesa no Canindé e voltou para Porto Alegre com 2 gols nas costas para tentar, pelo menos, o resultado de igualdade, 2 a 0, no Olímpico. O que lhe daria o título. O Tricolor saiu na frente com Paulo Nunes, mas foi apenas com menos de 10 minutos para o jogo acabar que Ailton, que era destro, bateu cruzado com a canhota para selar o 2 a 0 gremista que traria o título de Bi-Campeão Brasileiro em 1996.

Outro exemplo, foi há 7 anos, na conquista da Copa do Brasil 2001, o Tetra na competição, o Grêmio fez o primeiro jogo em casa contra o Corinthians e começou perdendo por DOIS a zero, quando finalmente acordou e com gols de Luís Mário empatou o jogo e foi vivo a São Paulo onde venceu um Coringão completamente perplexo diante do famoso, e tão lembrado, 3-5-2 de Tite e Marcelinho Paraíba.

Isso sem contar a batalha épica da Série B que dispensa qualquer tipo de comentários. Não há dúvida, portanto, sobre o fato de que o Grêmio ganha sempre na última hora e com muito sofrimento. Não podemos, então, como fiz no post anterior, duvidar da capacidade do Tricolor Gaúcho em buscar o São Paulo, vencendo todas as partidas que faltam e torcendo para o Renato Gaúcho tirar, em São Januário, pelo menos dois pontinhos do líder.

Imaginem, amigos, o DVD que o Grêmio faria do Campeonato Brasileiro épico conquistado com a vitória de ontem sobre o Palmeiras e a ajuda indispensável do maior ídolo gremista de todos os tempos: o camisa 7 Campeão do Mundo, Renato Portaluppi. Isso porque talvez o Vasco seja o único time que poderá atrapalhar o São Paulo em sua, também fácil, tabela. Impressionante coincidência.

Mas não adianta toda esta empolgação e imaginação sem um detalhe muito importante: é preciso vencer TODAS as QUATRO partidas restantes da tabela. E, convenhamos, nada muito difícil para quem almeja ser Campeão. Os compromissos do Grêmio não são dos mais complicados, talvez, à exceção do Vitória em Salvador, que conta com Vagner Mancini, ainda mordido, e com a possibilidade de tirar o título do Grêmio que o escurraçou sem que ele tivesse perdido um jogo sequer no comando do time.

Enfim, com tudo o que podemos ver neste post, os ingredientes para um final de campeonato eletrizante estão todos à mesa. Basta sentarmos e nos fartarmos com as emoções e surpresas desta reta final. Será que agora o Grêmio volta a ser o time do primeiro turno? Ou será que voltará a jogar mole como jogou contra o Figueirense em Porto Alegre? Eu, como tenho mordido a língua demais, vou esperar um pouco mais para ver.