jump to navigation

Desfalques contra o Fluminense maio 3, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O técnico Silas acabou de comemorar seu primeiro título pelo Grêmio e já começa a quebrar a cabeça para montar o time que entrará em campo contra o Fluminense pela Copa do Brasil nesta quarta-feira.

As suspensões de Edilson e Willian Magrão (ambos levaram o terceiro cartão amarelo), e Rodrigo (expulso no Maracanã) levam o técnico gremista a estudar as possibilidades de reposição.

Com o provável retorno de Mário Fernandes na defesa, o zagueiro Ozéia, que jogou o Grenal, deverá substituir Rodrigo. No meio, Fábio Rochemback é o favorito à vaga de Willian Magrão.

A maior dúvida reside na lateral direita. Ainda assim, a entrada de Joilson na segunda etapa do clássico, no lugar de Neuton, pode indicar que ele seja o substituto de Edilson.

Assim, a mais provável escalação do Grêmio para o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil contra o Fluminense no Olímpico será: Victor; Joilson, Mário Fernandes, Ozéia e Neuton; Adilson, Fábio Rochemback, Hugo (Leandro) e Douglas; Jonas e Borges.

Anúncios

Escalação para a Copa do Brasil abril 26, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O retorno do meia Douglas e a lesão de Ferdinando, forçam o técnico Silas a, pelo menos, duas mudanças no Grêmio em relação ao time que iniciou o Grenal 380 como titular.

Na minha opinião, ambas as alterações podem melhorar a equipe. Há ainda uma terceira possibilidade. Trocar Leandro por Hugo, que no clássico jogou mais.

Ferdinando para por 3 semanas

A ressonância magnética de Ferdinando indicou uma lesão muscular na coxa que o tira dos gramados por aproximadamente três semanas. Seu substituto deverá ser Adilson.

O garoto, formado nas bases do clube, entrou muito bem no segundo tempo do Grenal e, compondo a dupla de volantes com Willian Magrão, ajudou o Grêmio a se organizar melhor na segunda etapa e derrotar o Internacional em pleno Beira Rio.

Apesar da lesão de Ferdinando, homem de confiança do técnico, creio que a entrada de Adilson aumente a qualidade do time.

Hugo no lugar de Leandro?

Apesar das pequenas possibilidades desta troca acontecer, com o retorno de Douglas ao time, reitero que, na minha humilde opinião, pelo que vi no Grenal 380, Hugo poderia contribuir mais, para o time de Silas, que Leandro.

De qualquer forma, falo em pequenas possibilidades porque o segundo tem muito crédito com a comissão técnica e direção, o que deve, ainda, garantir sua presença entre os titulares no Maraca. Mesmo jogando pouco contra Avaí e Inter.

Na lateral esquerda, Neuton

Aqui não deve haver mudanças. O garoto estreiou entre os profissionais justamente contra o Inter, no Beira Rio, em decisão de Campeonato Gaúcho e foi um dos destaques gremistas na partida. Demonstrou qualidade na marcação e, acima de tudo, maturidade para enfrentar a fumaceira que sempre é um Grenal. Característica que com certeza o ajudará no Maracanã.

Sem troca na zaga também

Mário Fernandes sente o ombro desde o confronto contra o Avaí no Olímpico, mas por não ser uma lesão que gere grandes preocupações, o zagueiro viaja ao Rio de Janeiro e deverá iniciar a partida contra o Fluminense como titular.

Assim, a provável escalação do Grêmio para o jogo contra o Fluminense pela Copa do Brasil seria a seguinte: Victor; Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo e Neuton; Adilson, Willian Magrão, Leandro (Hugo) e Douglas; Jonas e Borges.

O caso Índio, no dia do índio. abril 22, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

O caso Índio ganhou novo fôlego na imprensa com as recentes informações de que o zagueiro estaria no apartamento de Leandro na madrugada de segunda para terça, quando sofreu o corte profundo no braço em um acidente com um copo.

Por ter o fato ocorrido na madrugada de 19 para 20 de abril, há quem faça piadinha dizendo que não se poderia recriminar Índio por estar comemorando com amigos o Dia do índio.

Agora, sem brincadeiras, acho mesmo um absurdo pegarem no pé do jogador por estar fazendo uma festa com amigos, afinal, o atleta não estava concentrado e estava de folga. Nada demais, portanto.

Contudo, foi o próprio zagueiro quem se colocou nesta situação constrangedora ao tentar omitir o fato de que estava na casa de Leandro e não na sua. Sua tentativa de omissão deixa margens para que pensem outras coisas.

Repito que não vejo problema no fato de um jogador participar de uma festa em dias de folga (sem excessos, obviamente), mas o fato de contar uma versão diferente para esconder algo é o que me parece mais grave no caso Índio.

Enquanto isso, o maior prejuízo fica para o time que perderá o zagueiro por pelo menos um mês para a recuperação da cirurgia no pulso.

Grêmio é lider geral do Gauchão março 26, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Com a vitória de ontem, por 2 a 1 sobre o Novo Hamburgo no estádio Olímpico, o Grêmio assume a posição de melhor campanha geral no Gauchão 2010 e, se mantiver o ritmo, garante todos os jogos da fase final em casa. Para o Tricolor, uma excelente vantagem, já que com o resultado de ontem o Grêmio acumula 49 partidas sem derrota em seus domínios. Para quem não lembra, a última derrota do time no Olímpico foi em 13 de setembro de 2008, por 2 a 1 para o Goiás, ainda sob o comando de Celso Roth. Desde então, o clube não sabe o que é perder em casa.

Afirmações Tricolores

Primeiro, a confirmação da qualidade diferenciada do meia Douglas. O ex-corinthiano assumiu a camisa 10 Tricolor e, sem cerimônia, tomou pra si o papel de cérebro articulador do time. Tem um toque rápido, é habilidoso e praticamente não erra passes. Um verdadeiro achado de Duda Kroeff e Luiz Onofre Meira.

Maylson, que entrou na equipe devido às lesões de Hugo, Leandro e Souza, deve estar garantido sua titularidade. Isso provavelmente mesmo após o retorno dos dois primeiros, o que deve ocorrer ainda em abril. O garoto é uma das grandes revelações da base e já mostrava isso na seleção brasileira sub 20 e nas categorias de base do próprio Tricolor. Com as oportunidades, está confirmando seu potencial, mesmo jogando adaptado em uma função mais ofensiva que sua original.

Outra boa notícia vem do setor defensivo e com mais um garoto da base. Com Mário Fernandes e Rodrigo o Grêmio ganhou uma zaga rápida e confiável que transmite segurança para os torcedores e colegas de time. Ainda na defesa, os laterais Edilson e Fábio Santos parecem estar, aos poucos, se encaixando no time e garantindo proteção defensiva aos zagueiros e apoio ofensivo quando necessário.

Os problemas

Apesar da 12 vitórias em sequência, e dos 49 jogos sem perder no Olímpico, continuo defendendo a idéia de que Ferdinando não deve ser o primeiro volante da equipe titular. O jogador está muito longe da qualidade técnica dos garotos da base (Willian Magrão e Fernando). Se fosse substituído por um deles, o meio campo gremista ganharia, com certeza, uma saída de bola mais qualificada para encarar os adversários mais duros que o Grêmio deverá enfrentar nas próximas fases da Copa do Brasil.

O mesmo vale para o atacante William. Ainda que seja um problema menor, já que Borges, o titular da posição, deve retornar por volta do dia 11 de abril, continuo afirmando que o centroavante, ex-Avaí, não tem muito a contribuir. Principalmente quando chegarem compromissos mais difíceis e uma marcação mais forte. Ontem ele até marcou seu gol, mas não fez muito mais que isso. Mesmo assim, Silas continuará a barrar a entrada de Mithyuê no time para manter seu protegido.

Só Silas não enxerga! março 4, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Talvez eu morda a língua e o técnico gremista me contrarie no sábado quando o Grêmio enfrentar, no estádio Olímpico, o Porto Alegre. Mas infelizmente tudo indica que Silas insistirá com Ferdinando, como titular. Além do volante, o atacante William, outro ex-Avaí, assusta os torcedores como substituto de Borges, lesionado.

O problema é que Silas não pretende abrir mão nem de um nem de outro. O primeiro, é titular absoluto do bom pastor. Isto apesar das visíveis (exceto para o treinador) limitações técnicas do jogador e um futebol nitidamente inferior ao de Willian Magrão, Adilson e Fernando.

Agora, não bastasse o torcedor ter que ver os três jovens que menciono acima na reserva para o excelentissimo senhor Ferdinando atuar como titular, o técnico Silas insistirá na substituição de Borges por William. Pelo que vi contra o Novo Hamburgo, no final de semana, e ontem contra o Santa Cruz, não tem como dar certo.

Que me perdoem os otimistas. O futebol do rapaz pode até ser bom para padrões do Avaí, mas não serve para o Grêmio. Infelizmente, Leandro, o atacante que poderia, com qualidade, fazer dupla com Jonas, também está lesionado e deverá voltar ainda depois de Borges.

Minha idéia seria. portanto, colocar o Tricolor em um 4-5-1 (eu já havia escrito isso logo após a lesão do camisa nove e vejo, agora, que é a mesma sugestão de Wianey Carlet e, com pequenas diferenças, a de Luiz Zini Pires).

Assim, o técnico promoveria a entrada do meia atacante Mithyuê, deixando Jonas como o homem mais agudo do ataque e revezando Douglas, Hugo e Mithyuê na segunda função do ataque.

Com Borges voltando, ainda seria preciso avaliar se quem sai é Jonas ou Miyhyuê, pois tenho a impressão que dando ritmo ao jovem atleta, este pode ser muito mais útil como segundo atacante que o (na minha opinião) limitado Jonas, por mais gols que este esteja marcando. Mas parece que Silas não enxerga assim!

As surpresas do misto do Grêmio março 4, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Avenida em Santa Cruz, ontem à noite, pela abertura da Taça Fábio Koff (segundo turno do Gauchão) por 3 a 1 e mostrou algumas boas surpresas do time misto colocado em campo pelo técnico Silas.

O primeiro deles foi o lateral estreante, Edilson, que não apenas marcou o dele mas também deu um passe na medida para Jonas marcar o terceiro.

Rodrigo, o zagueiro, apesar de falta de entrosamento, mostrou que pode ser um bom reforço para a zaga gremista que, depois da saída de Réver, ainda procura seu xerifão.

Mário Fernandes provou que joga mais feliz na zaga que na lateral e, com entrosamento, pode sem dúvida alguma compor a zaga titular com Rodrigo, ou Rafael Marques.

Com relação aos volantes, espero que Silas tenha percebido que, com ritmo de jogo, Willian Magrão (ou Fernando) e Adilson são muito melhores que Ferdinando e Rochemback. Mas continuo apostando que o “bom pastor” manterá pelo menos o Ferdinando que ontem só não jogou porque estava suspenso.

Na frente, William é pesado, trombador, sem habilidade e não apareceu pra nada ontem. Reitero minha idéia do Grêmio atuar no 4-5-1 até que Borges retorne da lesão muscular que sofreu contra o Novo Hamburgo, afinal o reserva imediato da posição não parece ser amigo da bola como precisa para estar no Grêmio.

E, apesar do gol marcado, continuo com minhas restrições ao atacante Jonas. Na minha opinião, o atacante só marca porque o time cria bastante, pois ele continua sendo o campeão de perder lances e não tem um jogo bonito. Posso estar errado em minha visão, mas para mim sempre parece que a bola está prestes a morder o jogador.

Enfim, foi uma noite para descobrir alguns jogadores que podem ser muito úteis na corrida do Grêmio rumo ao Penta da Copa do Brasil que reinicia no dia 17, contra o Votoraty de São Paulo.

Os problemas do Grêmio março 1, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
2 comments

Apesar da conquista do título da Taça Fernando Carvalho (primeiro turno do Campeonato Gaúcho), o Grêmio segue sendo alvo de muitas críticas por parte da imprensa e setores da torcida.

Concordo com algumas destas críticas, mas não posso concordar com o pessimismo total de Wianey Carlet que, em sua coluna de ontem no blog, detona com toda e qualquer evolução que o time possa ter apresentado nos dois meses iniciais da temporada.

É óbvio que não há como mostrar evolução perdendo QUATRO de seus jogadores considerados titulares. Ainda no primeiro tempo o centroavante Borges, referência do ataque, saiu com lesão muscular e deve desfalcar o time nos próximos jogos.

Antes da partida contra o Novo Hamburgo, o Grêmio já tinha perdido nada menos que Souza, Lúcio e Leandro. É impossível, para qualquer um que conheça futebol, repor estas peças sem perder ao menos um pouco da qualidade que o time tinha com eles em campo.

Abaixo, entretanto, listo os problemas que afligem o torcedor Tricolor neste início de temporada.

Defesa que não desarma

Como falei acima, concordo plenamente que algumas das opções do treinador precisam ser repensadas urgentemente. Ferdinando não pode ser absolvido da precária condição técnica, que na minha opinião não o habilita nem mesmo ao banco gremista, por causa de um gol de falta. Ainda que este seja o gol do título.

A entrada de Magrão (ou Fernando) e Adilson neste meio de campo em substituição aos atuais dois volantes titulares (Ferdinando e Rochemback) deveria ser a prioridade máxima do técnico Silas.

Infelizmente, duvido muito que tais alterações sejam postas em prática, afinal, o limitado volante trazido do Avaí é da mais alta confiança do treinador. Talvez Adilson recupere o posto de Fábio Rochemback, mas o pior de todos deverá permanecer.

A defesa talvez melhore com uma melhor proteção dos meias defensivos, mas por enquanto representa risco constante.

Do meio pra frente as lesões incomodam

Com relação aos meia atacantes, creio que as melhores opções com as ausências de Souza e Leandro sejam mesmo Douglas e Hugo (talvez com Maylson em jogos que demandem mais marcação por parte do meio campo).

No ataque, na minha humilde opinião, outro problema. Por mais que os gols tenham saído recentemente, não vejo em Jonas as soluções para a segunda função do ataque. O atacante é limitado tecnicamente, erra muitos passes e continua perdendo inúmeros lances de ataque, ainda que compense com alguns gols, oriundos acima de tudo da garra de sempre.

Ainda no ataque, a grande perda do domingo foi o goleador Borges. William é um reserva esforçado, mas de características bem diferentes daquelas do ex-são paulino. É mais trombador e de posicionamento, mas tem muito menos velocidade e técnica. Os gols de Borges com certeza farão falta enquanto ele estiver fora.

Talvez, durante o período de recuperação do camisa 9 titular, seja melhor o técnico Silas optar por mais um jogador de meia cancha que possa se juntar ao ataque (Mithyuê pode ser boa opção), ao invés de lançar mão do ex-centroavante do Avaí.

Seria um 4-5-1 com meias que podem perfeitamente se revezar na segunda função do ataque (Hugo, Douglas e Mithyuê). Quando estiverem novamente na ponta dos cascos, prefiro mil vezes um ataque com Leandro e Borges que o atual, formado com Jonas. Ainda que muitos me considerem louco por criticar o atual camisa 7.

A casamata Tricolor

Aqui reside minha principal crítica ao Grêmio 2010. Não considero ruins as idéias de Silas a respeito de futebol e estruturação tática. Contudo, certos protecionismos, visíveis na equipe Tricolor atual, como o do volante Ferdinando, podem dar a entender que o técnico Silas está deixando sua religião ou bondade atrapalhar seu profissionalismo.

Entendo que o treinador seja eternamente grato pela dedicação de Ferdinando, que provavelmente seja da mesma igreja que o comandante, na boa campanha do Avaí no Brasileirão 2009. Mas Silas não pode querer retribuir, como um bom pastor, dando agora oportunidade no Grêmio para um jogador que, tecnicamente, não serve nem para o banco no atual grupo gremista.

É o primeiro grande problema do ano para a direção Tricolor enfrentar. Meira, Duda e sua turma não podem deixar que pratas da casa de qualidade como Fernando, Willian Magrão e Adilson, esquentem o banco para o fraco Ferdinando.

É preciso tomar alguma atitude já, antes que o Grêmio pague o preço caro de uma eliminação na Copa do Brasil, por conta da gratidão de Silas com o volante.

Grêmio é campeão do 1º turno fevereiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0 com gol de falta do contestado Ferdinando e conquistou a Taça Fernando Carvalho, troféu do primeiro turno do Capeonato Gaúcho.

O jogo foi bastante difícil para os comandados de Silas e, pelo menos por alguns momentos finais, o Grêmio chegou a sofrer pressão do Anilado que tentava o empate desesperadamente com quatro jogadores ofensivos.

De qualquer forma, as previsões negativas de Gilmar Iser para o Grêmio em casa não ocorreram e o Tricolor chega a marca recorde de 46 partidas sem perder no estádio Olímpico.

Bruxa solta na Azenha

O pior da tarde, contudo, não foi a dificuldade em vencer o time do Vale do Sinos e conquistar a taça do primeiro turno do Gauchão 2010. O mais complicado para o Tricolor foi a perda do centroavante goleador Borges.

Com a lesão do camisa 9 gremista, o Grêmio perde seu 4º titular importante em apenas dois meses de campeonato. Antes de Borges, com distensão muscular, Leandro (com o mesmo problema), Souza e Lúcio (ambos com problemas de ligamentos dos joelhos) já haviam desfalcado a equipe titular.

Tudo indica que há algo errado com a preparação física no Olímpico, ainda que o responsável por ela seja o grande preparador Paulo Paixão. Não é possível que em apenas dois meses de temporada o Grêmio perca quatro jogadores de primeira linha por lesões reincidentes (duas de joelho e duas distensões musculares). É a bruxa solta no Olímpico.

Grêmio na Final do 1º turno fevereiro 21, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Inter de Santa Maria por 4 a 1 no estádio Olímpico, pela semifinal da Taça Fernando Carvalho e garantiu vaga na Final do próximo domingo. Foi uma das melhores atuações da equipe Tricolor na temporada e agora o time de Silas aguarda o vencedor de Inter e Novo Hamburgo no jogo de hoje.

Borges é goleador e continua com a excelente média de um gol por partida. Hugo já pede passagem no meio e, novamente, mesmo entrando apenas no decorrer do segundo tempo, aproveita os poucos minutos em campo para movimentar-se muito bem e marcar o seu com chutes fortes e precisos.

Mesmo alguns nomes contestados começam a se garantir na equipe principal. É o caso de Fábio Rochemback que vem melhorando a cada atuação e começa a passar confiança aos torcedores em uma posição fundamental.

O próprio Jonas, hoje é uma quase unanimidade no ataque. Eu, particularmente, acho que o atacante não tem qualidade técnica e deveria ser substituído por Leandro, colocando Hugo como titular no meio campo ao lado de Douglas. Contudo, ainda que eu não goste de Jonas, na semifinal o atleta demonstrou ser jogador de equipe quando passou a bola para Borges marcar um gol que ele poderia ter tentado individualmente.

Entretanto, nem tudo é elogio. Ainda acho que o volante Ferdinando não está nem perto do nível dos demais jogadores do Grêmio 2010. Na minha opinião, com o retorno de Adílson, que se recupera de lesão, a melhor formação para o setor defensivo do meio campo seria Adilson e Rochemback.

A defesa, que ainda é um dos maiores problemas da equipe, deverá melhorar com o zagueiro xerifão, Rodrigo, que deverá estrear em breve. Fábio Santos assume o posto de lateral esquerdo com categoria e não deixa saudades do lesionado Lúcio, principalmente no quesito mais defensivo. Mário Fernandes dá consistência à lateral direita, mesmo quando não consegue apoiar o ataque devido à forte marcação, como ocorreu neste sábado.

Outro que confirma o excelente investimento é Douglas. O novo camisa 10 Tricolor mostra como principais qualidades a capacidade de organição do meio campo e um belo chute da intermediária. Coisa rara no futebol brasileiro atual. Na partida contra o Inter-SM, uma de suas pancadas com a canhota, de longe, espirrou no travessão.

Enfim, ainda é cedo demais para previsões mais precisas a respeito de qualquer time no decorrer de 2010. Mas tenho certeza de uma coisa: o Grêmio deste ano está provando ser um dos mais fortes plantéis do país e tem tudo para, pelo menos, brigar pelos títulos que disputar.

Com time misto, outra virada janeiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio conseguiu outra vitória de virada no Campeonato Gaúcho. Foi contra o Santa Cruz, nos Plátanos, por 2 a 1. Tudo bem que era o time misto do técnico Silas e que o meio campo estava completamente desfigurado, composto apenas por reservas. Mas esta foi a quarta vez, em quatro jogos, que o Tricolor saiu perdendo. Algo precisa ser feito, pois com times mais fortes a virada talvez não seja viável.

De qualquer forma, sou daqueles que procura sempre ver o melhor lado de tudo. Creio, portanto, que o jogo de ontem tenha servido para o técnico Silas por vários motivos, que exponho abaixo.

1) A primeira grande constatação (por mim já teria sido feita há mais tempo) é que Lúcio está em muito melhor fase que Fábio Santos. Este último nem apoia, nem defende bem. Enquanto o lateral esquerdo (ex-Hertha Berlin) entra no segundo tempo esquentando as coisas na frente e criando várias possibilidades de ataque pela esquerda. Além disso, não deve muito para Fábio Santos no setor defensivo. Infelizmente, Silas ainda não está convencido disso.

2) Jonas e Borges confirmam que são atacantes de primeira linha e, mesmo em situações adversas como ontem, quando a bola praticamente não chegava até eles por falta de ligação qualificada no meio campo, os dois mantém até o final do jogo a esperança Tricolor de gols. Jonas já tem 4 (um por jogo) e o ex-são paulino 3 gols marcados pelo Campeonato Gaúcho. Difícil será achar lugar no time titular para Leandro.

3) Mário Fernandes apenas confirma o que já se sabia do ano passado. É excelente jogador e pode tanto atuar na lateral, como na zaga. Como é bom apoiador tem tudo para se firmar na lateral direita, posição deficitária no Brasil. Pode, contudo, atuar em sua posição de origem, com a utilização de Souza pela ala direita, conforme Silas já cogitou para poder colocar o meia em campo junto com Hugo e Douglas.

4) Por falar em lateral direito, uma das melhores “descobertas” do jogo de ontem foi Joílson. O jogador esteve fora dos planos e nem participou da pré temporada em Bento. Ontem, contudo, mostrou que pode ser útil no grupo gremista, ainda que como reserva de Mário Fernandes ou Souza. Deve ser reintegrado prontamente.

5) Mithyuê confirmou a habilidade que fez o Grêmio apostar na jovem revelação do Futsal. Entrou no segundo tempo no lugar de Maylson e melhorou a ligação do meio com o ataque. Contudo, acho importante lembrar que Maylson é excelente jogador e que estava jogando fora de posição, pois é segundo volante e jogou de meia armador. Em sua posição de origem, na minha opinião, formaria a dupla de volantes com Willian Magrão no time titular.

Enfim, apesar das mudanças necessárias no setor defensivo para evitar que o time saia perdendo em todos os jogos, vejo o plantel do Grêmio em 2010 com boas chances de engrenar e chegar forte na briga por todos os títulos que disputar.

E, como domingo é dia de Grenal, aproveito para tentar esboçar o time do técnico Silas para o primeiro clássico do ano em duas possibilidades de formação: 3-5-2 ou 4-4-2.

No 3-5-2, a mais provável escalação seria: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques e Maurício; Souza (Joílson), Adilson, Hugo (ou um segundo volante), Douglas e Lúcio; Jonas e Borges.

Já no 4-4-2, minha opção seria: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Maurício e Lúcio; Adilson, Maylson (Fernando), Souza e Douglas (Hugo); Jonas e Borges.

E você, torcedor gremista, qual sua sugestão de escalação para o clássico deste domingo?

Grêmio vence outra de virada janeiro 22, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Tricolor venceu o Caxias no estádio Olímpico, nesta quinta,  por 3 a 2 de virada. O time do técnico Silas saiu perdendo, há exemplo do que ocorrera em Pelotas no domingo, mas demonstrou novamente excelente preparo físico e poder de reação para virar o jogo e repetir o placar do final de semana.

Com a vitória, o Grêmio acumula 40 jogos de invencibilidade em casa, ampliando ainda mais o recorde no Olímpico. Já são 30 vitórias e 10 empates desde setembro de 2008. Uma marca impressionante.

É preciso, contudo, absorver algumas lições do jogo de hoje. A defesa, por exemplo, precisa estar mais atenta. Esta talvez seja a maior lição nos dois jogos iniciais do Campeonato Gaúcho 2010. Hoje, por muito pouco o Caxias não empatou no final, por uma desatenção da zaga.

A falha do primeiro gol teve, ainda, a marca de Fábio Santos que, vaiado pela torcida, foi substituído por Lúcio. O lateral que ainda não havia se firmado desde sua volta para o clube no ano passado, acabou fazendo o cruzamento para a cabeçada de Jonas, que decretou a virada e a vitória Tricolor. Pode ser a chance de Lúcio desbancar o favoritismo de Fábio Santos na lateral esquerda.

O fato é que, mesmo ainda não dando o show esperado, o Grêmio já acumula 6 pontos em dois jogos e lidera o grupo no Gauchão, além de demonstrar um potencial enorme com a turma da frente (Hugo, Souza, Jonas, Borges e Leandro). Basta ampliar o entrosamento e ritmo de jogo dos cinco.

Jonas e Borges marcaram nos dois jogos e criaram várias outras oportunidades de gol. É a dupla de ataque mais provável do Tricolor 2010, com Leandro aberto pela direita ou vindo pelo meio e Souza mais recuado, como o time começou ontem. Silas ainda aguarda Douglas para disputar uma vaga no talentoso meio gremista.

Enfim, é um começo de temporada bastante promissor para quem almeja o Penta da Copa do Brasil e, quem sabe, o Tri do Brasileirão.

Grêmio contrata Douglas janeiro 21, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Em mais um desfecho de negociação feliz para o Grêmio em 2010, o clube acertou a contratação de Douglas (ex-Corinthians) até o final de 2012. O meia vem para brigar por uma vaga com Hugo na armação e completa o aumento de qualidade que a equipe Tricolor ganhou do meio para a frente neste início de temporada.

Douglas veio dos Emirados Árabes por não ter se adaptado ao futebol de lá e, apesar dos interesses de Palmeiras e Flamengo, e das bobagens proferidas por Muricy Ramalho, técnico arrogante do Verdão, o jogador escolheu o Grêmio para o retorno ao Brasil, pouco mais de meio ano depois de sua ida para o Al-Wasl. Com salários acertados, falta apenas um documento para concretizar a apresentação do jogador. Segundo Meira, a documentação está a caminho.

Agora, como disse Souza recentemente, a “dor de cabeça boa” está com o técnico Silas que terá a sua disposição seis excelentes jogadores (Hugo, Souza, Leandro, Borges, Jonas e Douglas) para colocar em campo 4 ou, no máximo, 5 deles.

É preciso parabenizar a direção Tricolor, que tanto critico por maus negócios com as vendas dos pratas da casa, por todas as excelentes contratações feitas em 2010.

Com isso, é possível afirmar sem medo que o Grêmio monta, pelo menos no papel, um dos melhores plantéis do Brasil em 2010 e vem com um excelente grupo, inclusive de reposição, para brigar pelos títulos importantes que há um bom tempo não vem.

O esquema do Grêmio de Silas janeiro 19, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

O técnico Silas, em seus primeiros momentos no comando da casamata Tricolor, demonstra uma das qualidades que mais aprecio no futebol. É um técnico arrojado, que privilegia o ataque e não tem medo de ser taxado como ofensivista (ou faceiro como os críticos gaúchos gostam de falar).

A resposta dada pelo Tricolor no domingo contra o Pelotas, depois do intervalo, indica que o treinador (que não se afirma adepto de apenas um esquema) poderá optar, eventualmente, por um 3-5-2 com apenas um volante de retenção e um outro (possivelmente Ferdinando) fazendo o papel de zagueiro pelo lado direito (talvez até o próprio zagueiro Mário Fernandes), para deixar Leandro de ala ofensivo com liberdade para atacar.

E foi assim que Silas virou o jogo na Boca do Lobo, depois de estar perdendo por 2 a 0 no intervalo. Neste caso a frente do Grêmio fica composta pelos meias Hugo e Souza, com Leandro de ala pela direita e Fábio Santos ou Lúcio pela esquerda, e no ataque Jonas e Borges.

Apesar de gostar de um esquema assim, isto seria exatamente o que alguns comentaristas chamam de “formação faceira”. Apenas por ter vários jogadores habilidosos de meio e ataque, inclusive com um atacante em outra função (Leandro na ala direita).

E, infelizmente, por esta pressão da imprensa contra os times chamados “faceiros”, este é o tipo de esquema que não pode dar errado em nenhum jogo. Na primeira partida em que o time levar um sacode com esta formação, as críticas aparecerão justamente sobre a “faceirice” do time. Coisa que não fariam se o time estivesse operando num 4-4-2 tradicional.

Na minha humilde opinião, contudo, sempre concordei com a máxima que diz que a melhor defesa é o ataque. Foi assim no segundo tempo contra o Pelotas e, treinando bem neste esquema, o time pode sempre atacar mais que defender. E, com isso, mesmo que tome um ou dois gols, acabará criando as oportunidades para marcar 3 ou 4.

Gosto, portanto das primeiras idéias do técnico Silas que, como jogador, fora atacante. Talvez justamente por isso, tenha esta concepção de que não seria problema algum o Grêmio entrar com Hugo, Souza, Jonas, Borges e Leandro. Muito pelo contrário, o problema estaria com os adversários que teriam que tentar barrar as tentativas deste meio e ataque qualificados ofensivamente.

O esboço do Grêmio para 2010 janeiro 11, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Gêmio realizou o primeiro coletivo da temporada 2010 com boas indicações do que virá a ser a equipe titular do clube para a disputa da Copa do Brasil. O técnico Silas começa o ano indicando um 4-4-2 tradicional com dois volantes, dois meias e dois atacantes. Borges foi o destaque no ataque Tricolor.

A formação titular teve alguns revezamentos, mas tudo indica que o time do Grêmio para o início do Gauchão e Copa do Brasil seja: Victor, Mário Fernandes, Maurício (Rafa Marques), Réver e Fábio Santos; Ferdinando (Túlio), Adilson (Rochemback), Hugo e Souza; Leandro e Borges.

O Tricolor segue na busca de um lateral direito e, talvez, um meia. Silas deverá contar ainda com um banco de qualidade, pois além dos que estão entre parenteses acima, na reserva, o Grêmio 2010 contará com Jonas, Maylson, Mithyuê, Willian Magrão e Lúcio.

Possivelmente a vinda de um bom lateral direito e a concretização da especulação acerca do empréstimo de Douglas (ex-Corinthians) podem incendiar a disputa por uma vaga em dois setores no Grêmio 2010.

A zaga, com o retorno de Mário Fernandes para a função de origem pela contratação de um lateral de ofício, ficaria com 4 bons zagueiros (Réver, Maurício, Rafa Marques e o próprio Mário) brigando por duas vagas.

No meio, repito, caso concretizem o empréstimo de Douglas, Silas teria de optar por deixar um dos três (Hugo, Souza e Douglas) de fora, acirrando ainda mais a disputa que tem hoje apenas os jovens Mithyuê e Maylson.

O plantel do Grêmio para 2010 dezembro 8, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
4 comments

A diretoria do Grêmio pretendia anunciar as contratações de Hugo, Borges e Leandro no início desta semana, mas a espera por propostas do exterior (no caso de Hugo) e até nacionais (no caso de Borges) podem atrasar um pouco as contratações gremistas. Além disso Leandro disse que pretende ficar no Japão, a menos que tenha uma proposta excelente. Ou seja, não vem para o Tricolor que dificilmente teria condições de fazer uma oferta compatível.

Pretendo aqui analisar o atual plantel, sob a luz do troféu Bola de Prata da revista Placar, procurando identificar as carências do Grêmio para 2010, independente do que pensa Luiz Onofre Meira, com o qual não concordo em algumas “necessidades” que ele aponta para o grupo. Cabe destacar que, pelo levantamento da revista Placar, o Grêmio teve um jogador entre os dez melhores de quase todas as posições, exceto entre os meias.

Para uma melhor análise, projeto uma possível escalação (com reservas ao lado) considerando o que há hoje disponível, contando com a manutenção de Maxi Lopez e a contratação de Hugo (que está mais próxima). O time teria, então: Victor (Marcelo), Mário Fernandes (Joilson), Réver (Rafael Marques), Leo  (Saimon) e Lúcio (Fábio Santos); Willian Magrão (Adilson), Fábio Rochemback (Túlio), Hugo (Maylson) e Souza (Mithyuê); Douglas Costa (Jonas) e Maxi López (Roberson).

Analisando, então, as posições acima, o goleiro Victor dispensa comentários. A dupla titular de zaga, Réver (3º colocado no Bola de Prata) e Leo, com uma boa pré-temporada pode ser novamente uma das melhores defesas do campeonato. A zaga contaria ainda com um reserva de qualidade, Rafael Marques.

Para a lateral direita, Mário Fernandes, ainda que seja um zagueiro adaptado, demonstrou qualidade na função e também ficou em 3º no troféu da Placar. Pode ser mais efetivo que contratações incertas para a posição, sabidamente deficitária no Brasil. Joilson poderia, com uma boa preparação, brigar pela posição ou pelo menos compor o banco com alguma qualidade.

Na esquerda, acredito que Lúcio possa render muito mais e vir a ser o lateral esquerdo titular. Contudo Fábio Santos, 5º colocado na posição no Bola de Prata, promete brigar pela titularidade. O certo é que não é possível que pelo menos um deles não renda o suficiente para garantir qualidade à lateral esquerda.

Na minha opinião, o setor que mais precisa de reforços de qualidade é o meio campo defensivo. Uma contratação neste setor poderia dar mais qualidade na ligação entre a defesa e os meia-atacantes. Apesar de considerar uma missão quase impossível, a especulação que surgiu há pouco mais de uma semana em torno de Tinga seria uma excelente solução para o setor. Dos atuais do elenco, creio que Willian Magrão possa ser aquele com melhor resposta e talvez Rochemback, com uma preparação adequada na pré-temporada, e Adilson seriam boas peças de reposição.

No setor ofensivo do meio campo, apesar de ser o único setor no qual o Grêmio não teve um jogador entre os 10 melhores, o Tricolor apresenta as melhores opções. Hugo e Souza formariam excelente dupla e Silas ainda teria, em caso de suspensão ou lesão de um deles, a opção de recuar Douglas Costa (que tem jogado no ataque). Mas caso prefira manter Douglas no ataque, pode usar Maylson ou a promessa Mithyuê em substituição a um dos meias.

No ataque, Maxi López ficou em 6º no troféu Bola de Prata e já é o titular absoluto da posição mais aguda do ataque gremista. Quem vai ficar com a função de segundo atacante dependerá de como Douglas Costa será aproveitado por Silas. Na minha humilde opinião, o Grêmio poderia jogar, pelo menos em casa, com apenas um volante (Willian Magrão) e três meias (Souza, Hugo e Douglas Costa) se revezando na armação e na marcação ofensiva. Neste caso o ataque seria Jonas (ou Borges) e Maxi. Mas acho que com Souza e Hugo, Douglas deverá mesmo ser usado na frente.

Assim, arrisco afirmar que se o Grêmio de fato trouxer Hugo e Borges, poderia ir em busca de apenas mais um bom volante para montar uma equipe com boas chances em 2010. Na verdade, antes que alguém diga que sou louco porque o time não pegou nem G4 neste Brasileirão, acredito sinceramente que o problema do Tricolor em 2009 foi muito mais uma falta de atitude (por culpa do treinador) quando jogava fora do Olímpico do que falta de qualidade do plantel (exceto em algumas posições).

Silas, o novo técnico do Grêmio dezembro 1, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

Tudo indica mesmo que Silas será o comandante Tricolor em 2010. Lamentável que não tenham dado chance a Marcelo Rospide. Confesso que, apesar do que se comentava, eu ainda tinha esperança em um lampejo de inteligência dos dirigente gremistas que garantisse a efetivação de Rospide. Não ocorreu. Posso, e espero, morder a língua, mas tenho a impressão que Silas não é o técnico que o Grêmio precisa para 2010. 

Para citar apenas alguns pontos que depoem contra o ex-técnico do Avaí para assumir como treinador do Tricolor: não é gaúcho e além disso, Silas tem em seu currículo apenas a classificação do Avaí da série B para a A ao final de 2008 e uma razoável campanha com o time de Florianópolis na série A em 2009.

De qualquer forma, pelo menos o discurso do novo técnico do Grêmio em entrevista hoje, enquanto embarcava para um curso na Espanha, é o de que sua missão será resgatar o jeito guerreiro do Tricolor jogar. E isso é, sem dúvidas, um bom começo. Se além desta disposição do novo treinador, o clube trouxer o preparador Paulo Paixão, e os jogadores Hugo, Leandro (ou Borges), Tinga e mais um bom lateral esquerdo, o ano de 2010 tem tudo para ser bem melhor na Azenha do que 2009.