jump to navigation

Os problemas do Grêmio de Renato março 12, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , ,
add a comment

Uma campanha de 41 jogos com apenas sete derrotas representa, obviamente, um excelente retrospecto para o treinador e ídolo gremista, Renato Portaluppi.

Entretanto, assim como muitos dos méritos do Grêmio, alguns problemas do atual time também tem origem direta no técnico e suas insistências questionáveis.

Duplas de atacantes

Borges e André Lima são matadores com faro de gol e bom posicionamento na área. Mas precisam de um Jonas como segundo atacante chamando o jogo para os lados e pentrando em velocidade às costas dos zagueiros adversários.  Ambos rendem mais quando acompanhados por um jogador com este perfil.

Escudero tem tudo pra ser este cara. Mas Renato dá a entender que o jogador precisa estar “enturmado” antes de jogar pra valer no time principal. Talvez agora, com a lesão de André Lima, uma das tentativas do técnico seja a entrada do Argentino como segundo atacante de velocidade. Se der certo, permanece.

Lateral-esquerdo e meio campo

Sinceramente não entendo por que Renato Gaúcho insiste com Gilson neste setor mesmo com as declarações de Lúcio sobre sua preferência pela lateral. Não é correto dizer que como lateral-esquerdo ele estaria sendo desperdiçado, pois nesta posição Lúcio sempre rendeu muito.

Mas suponhamos que ele prefira mesmo forçar o jogador a atuar como meia, mesmo tendo uma variedade de meias disponíveis, ainda há duas opções muito melhores que Gilson: Bruno Colaço e Neuton.

Há quem especule que Renato seria dono de parte dos direitos de Gilson e que por isso insiste com o jogador. Enfim, seja como for, este é outro problema de fácil solução para o Grêmio, mas que precisa ser encarado de uma vez por todas.

Caso a opção de retornar Lúcio para sua posição original seja a escolhida, Renato pode resolver ainda com a mesma alteração dois problemas. O da lateral e o do meio campo.

Deslocando o ex-lateral do Hertha Berlin para sua origem, o técnico gremista pode montar um meio e ataque com Rochemback, Willian Magrão (ou Fernando), Carlos Alberto, Douglas, Escudero e Borges.

Zagueiro bom no banco

O companheiro de Rodolfo na zaga do Grêmio deveria ser Mario Fernandes, mas Renato nem cogita a entrada do jovem e prefere colocar Rafael Marques com a saída do zagueiro Paulão para o futebol chinês.

Infelizmente, assim como ocorreu com Felipe Mationi, embreve o Grêmio deverá perder Mario Fernandes para algum clube europeu, ou brasileiro, que o dê oportunidade de jogar.

Bom, mas com ressalvas

Enfim, apesar de estar fazendo um excelente trabalho no comando do seu time do coração, Renato Portaluppi tem suas teimosias como qualquer treinador de futebol. Mas se o eterno camisa 7 quer chegar ao topo novamente pelo Grêmio, agora como técnico, precisa abrir mão destas teimosias.

O primeiro de muitos março 10, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Desde os tempos de Renato Gaúcho como jogador, o Grêmio aprendeu a vencer enfrentando as mais complexas adversidades. Tais conquistas renderam ao clube a alcunha de Imortal Tricolor. Foi assim em Tóquio, em 1983, e não seria diferente no primeiro título de Portaluppi como técnico do clube que o revelou para o mundo. O primeiro de muitos, tudo indica.

Ontem, após a vitória suada nos pênaltis contra o Caxias pela final da Taça Piratini (primeiro turno do Campeonato Gaúcho 2011), Renato experimentou sua primeira conquista como treinador do seu time do coração, seguindo a mais sofrida das tradições tricolores.

O Grêmio perdia por 2 a 0 quando o técnico gremista,  ainda no primeiro tempo, sacou Carlos Alberto do time e colocou Bruno Colaço em seu lugar, para dar mais consistência defensiva pelo lado esquerdo. Deu certo.

Antes mesmo do intervalo, como efeito da mudança promovida por Renato Gaúcho, o Tricolor descontou com uma das apostas do próprio técnico para a decisão: Willian Magrão, que havia iniciado a partida no lugar de Lúcio, marcou de fora da área em chute indefensável mesmo para o bom goleiro André Sangalli.

Mas o sofrimento perduraria por todo o segundo tempo e boa parte dos 8 minutos de descontos (6 minutos propostos incialmente, mais 2 por cera técnica já dentro dos descontos). O gol de empate do Grêmio veio apenas aos 50 minutos do segundo tempo, com Rafael Marques.

A decisão da Taça Piratini (primeiro turno do Gauchão 2011) foi então para os pênaltis, e o Grêmio conquistou o primeiro caneco sob o comando de Renato Portaluppi, graças às duas defesas de Victor, o goleiro gremista e da Seleção Brasileira. É o Imortal Tricolor fazendo história novamente.

A campanha de Renato Gaúcho dezembro 6, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Muito provavelmente o trofeu de melhor técnico do Brasileirão 2010 cairá novamente nas mãos de Muricy Ramalho. Justo, afinal Muricy fez aquilo que técnico nenhum fez nos últimos anos no Fluminense. De qualquer forma, é preciso ressaltar a campanha de Renato Gaúcho à frente do Grêmio.

O treinador, ídolo na Azenha pela conquista da Libertadores e do Mundial Interclubes em 1983 com a camisa 7 eternizada no Olímpico, recebeu o time na zona do rebaixamento e o levou à quarta colocação, na faixa de classificação à Libertadores.

O Grêmio não apenas foi a melhor campanha do segundo turno, com 43 pontos conquistados, contra, 33 do Fluminense. O time jogou bem, com raras exceções, dentro e fora de casa. E tudo isso com o dedo de Renato Gaúcho. O técnico devolveu aos jogadores o orgulho de jogar com a camiseta Tricolor. E isso fez toda a diferença.

Renato recuperou jogadores como Douglas e o próprio Jonas, que andavam pouco acreditados e já sofriam com vaias. Douglas foi para a seleção, está entre os melhores do campeonato e recupero sua auto-estima. Jonas virou o goleador disparado do Brasileirão 2010.

Além deles teve Lúcio que de lateral reserva passou a cumprir uma função importantíssima no meio campo, deixando o lado esquerdo do Grêmio um perigo para qualquer defesa.

E não bastasse a recuperação psicológica de jogadores importantes, o técnico indicou a contratação de dois grandes exemplos deste time de Renato. O lateral-direito Gabriel e o zagueiro xerifão Paulão.

O primeiro é um dos melhores laterais em atuação no Brasil e provou isso jogando o segundo turno no Grêmio. Paulão é limitado tecnicamente, mas por isso mesmo esbanja seriedade, vigor e raça em uma posição onde estas três qualidades são muito mais importantes que uma técnica refinada.

Enfim, por tudo o que coloco brevemente neste post, considero Renato Gaúcho o melhor técnico do Brasileirão, ainda que o trofeu vá para Muricy. Nos próximos posts, colocarei aqui alguns números impressionantes da campanha do Grêmio sob o comando de Renato Portaluppi no segundo turno do Campeonato Brasileiro 2010. Confiram!

Os problemas do Grêmio março 1, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
2 comments

Apesar da conquista do título da Taça Fernando Carvalho (primeiro turno do Campeonato Gaúcho), o Grêmio segue sendo alvo de muitas críticas por parte da imprensa e setores da torcida.

Concordo com algumas destas críticas, mas não posso concordar com o pessimismo total de Wianey Carlet que, em sua coluna de ontem no blog, detona com toda e qualquer evolução que o time possa ter apresentado nos dois meses iniciais da temporada.

É óbvio que não há como mostrar evolução perdendo QUATRO de seus jogadores considerados titulares. Ainda no primeiro tempo o centroavante Borges, referência do ataque, saiu com lesão muscular e deve desfalcar o time nos próximos jogos.

Antes da partida contra o Novo Hamburgo, o Grêmio já tinha perdido nada menos que Souza, Lúcio e Leandro. É impossível, para qualquer um que conheça futebol, repor estas peças sem perder ao menos um pouco da qualidade que o time tinha com eles em campo.

Abaixo, entretanto, listo os problemas que afligem o torcedor Tricolor neste início de temporada.

Defesa que não desarma

Como falei acima, concordo plenamente que algumas das opções do treinador precisam ser repensadas urgentemente. Ferdinando não pode ser absolvido da precária condição técnica, que na minha opinião não o habilita nem mesmo ao banco gremista, por causa de um gol de falta. Ainda que este seja o gol do título.

A entrada de Magrão (ou Fernando) e Adilson neste meio de campo em substituição aos atuais dois volantes titulares (Ferdinando e Rochemback) deveria ser a prioridade máxima do técnico Silas.

Infelizmente, duvido muito que tais alterações sejam postas em prática, afinal, o limitado volante trazido do Avaí é da mais alta confiança do treinador. Talvez Adilson recupere o posto de Fábio Rochemback, mas o pior de todos deverá permanecer.

A defesa talvez melhore com uma melhor proteção dos meias defensivos, mas por enquanto representa risco constante.

Do meio pra frente as lesões incomodam

Com relação aos meia atacantes, creio que as melhores opções com as ausências de Souza e Leandro sejam mesmo Douglas e Hugo (talvez com Maylson em jogos que demandem mais marcação por parte do meio campo).

No ataque, na minha humilde opinião, outro problema. Por mais que os gols tenham saído recentemente, não vejo em Jonas as soluções para a segunda função do ataque. O atacante é limitado tecnicamente, erra muitos passes e continua perdendo inúmeros lances de ataque, ainda que compense com alguns gols, oriundos acima de tudo da garra de sempre.

Ainda no ataque, a grande perda do domingo foi o goleador Borges. William é um reserva esforçado, mas de características bem diferentes daquelas do ex-são paulino. É mais trombador e de posicionamento, mas tem muito menos velocidade e técnica. Os gols de Borges com certeza farão falta enquanto ele estiver fora.

Talvez, durante o período de recuperação do camisa 9 titular, seja melhor o técnico Silas optar por mais um jogador de meia cancha que possa se juntar ao ataque (Mithyuê pode ser boa opção), ao invés de lançar mão do ex-centroavante do Avaí.

Seria um 4-5-1 com meias que podem perfeitamente se revezar na segunda função do ataque (Hugo, Douglas e Mithyuê). Quando estiverem novamente na ponta dos cascos, prefiro mil vezes um ataque com Leandro e Borges que o atual, formado com Jonas. Ainda que muitos me considerem louco por criticar o atual camisa 7.

A casamata Tricolor

Aqui reside minha principal crítica ao Grêmio 2010. Não considero ruins as idéias de Silas a respeito de futebol e estruturação tática. Contudo, certos protecionismos, visíveis na equipe Tricolor atual, como o do volante Ferdinando, podem dar a entender que o técnico Silas está deixando sua religião ou bondade atrapalhar seu profissionalismo.

Entendo que o treinador seja eternamente grato pela dedicação de Ferdinando, que provavelmente seja da mesma igreja que o comandante, na boa campanha do Avaí no Brasileirão 2009. Mas Silas não pode querer retribuir, como um bom pastor, dando agora oportunidade no Grêmio para um jogador que, tecnicamente, não serve nem para o banco no atual grupo gremista.

É o primeiro grande problema do ano para a direção Tricolor enfrentar. Meira, Duda e sua turma não podem deixar que pratas da casa de qualidade como Fernando, Willian Magrão e Adilson, esquentem o banco para o fraco Ferdinando.

É preciso tomar alguma atitude já, antes que o Grêmio pague o preço caro de uma eliminação na Copa do Brasil, por conta da gratidão de Silas com o volante.

Grêmio é campeão do 1º turno fevereiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0 com gol de falta do contestado Ferdinando e conquistou a Taça Fernando Carvalho, troféu do primeiro turno do Capeonato Gaúcho.

O jogo foi bastante difícil para os comandados de Silas e, pelo menos por alguns momentos finais, o Grêmio chegou a sofrer pressão do Anilado que tentava o empate desesperadamente com quatro jogadores ofensivos.

De qualquer forma, as previsões negativas de Gilmar Iser para o Grêmio em casa não ocorreram e o Tricolor chega a marca recorde de 46 partidas sem perder no estádio Olímpico.

Bruxa solta na Azenha

O pior da tarde, contudo, não foi a dificuldade em vencer o time do Vale do Sinos e conquistar a taça do primeiro turno do Gauchão 2010. O mais complicado para o Tricolor foi a perda do centroavante goleador Borges.

Com a lesão do camisa 9 gremista, o Grêmio perde seu 4º titular importante em apenas dois meses de campeonato. Antes de Borges, com distensão muscular, Leandro (com o mesmo problema), Souza e Lúcio (ambos com problemas de ligamentos dos joelhos) já haviam desfalcado a equipe titular.

Tudo indica que há algo errado com a preparação física no Olímpico, ainda que o responsável por ela seja o grande preparador Paulo Paixão. Não é possível que em apenas dois meses de temporada o Grêmio perca quatro jogadores de primeira linha por lesões reincidentes (duas de joelho e duas distensões musculares). É a bruxa solta no Olímpico.

Grêmio vence e elimina jogo da volta fevereiro 11, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

O Tricolor Gaúcho foi até o Mato Grosso para enfrentar o Araguaia, em sua estréia na Copa do Brasil, com o intuito de buscar a classificação antecipada para a segunda fase do torneio. Para tanto, precisava de uma vitória por, pelo menos, dois gols de diferença em Rondonópolis. E assim o fez, voltando para Porto Alegre com um 3 a 1 na mala.

Apesar da vitória, engana-se aquele que pensar que o Grêmio foi um primor de equipe. O time do técnico Silas começou atrás no placar, novamente, depois de Gledson abrir o marcador para os donos da casa, em novo cochilo da zaga Tricolor. É preciso que os senhores Luiz Onofre Meira e Duda Kroeff reponham a vaga deixada por Réver, com urgência, para evitar uma desclassificação precoce na Copa do Brasil. Até mesmo porque Mário Fernandes é melhor lateral que Joílson e, com o garoto pela direita, o Grêmio não tem um parceiro experiente para Rafael Marques na zaga.

Mas assim como o jogo nos serviu para criticar o setor defensivo do time, também serviu como confirmação de algumas peças importantes do elenco Tricolor. Victor dispensa comentários no gol gremista. Borges já é indiscutível e marcou dois na virada. O camisa nove gremista vem cumprindo muito bem, até agora, a difícil missão de substituir o argentino Maxi López e cair nas graças da torcida. Artilheiro do Grêmio na temporada, o centroavante baixinho mostra a que veio e confirma todas as expectativas em torno de sua contratação.

Douglas é outro que qualifica a equipe consideravelmente e, com maior entrosamento, pode fazer com que a saudade de Souza, que ficará parado pelo menos até agosto, seja bem menor. Rochemback, a exemplo do que jogou contra o Novo Hamburgo, também dá sinais de que pode estar voltando a jogar o futebol que o levou à Europa. O volante marcou o segundo do Grêmio com um chute forte, aproveitando bom passe de Douglas.  Além deles, Mithyuê confirmou que pode ser excelente opção de banco. O ex-jogador de Futsal acabou criando a jogada do segundo gol de Borges, terceiro do Tricolor, logo depois de entrar em campo.

Além destas afirmações individuais do elenco, a confirmação da opção pelo 4-4-2 é outra boa notícia para os torcedores que andavam apreensivos com as variações táticas do treinador. Apesar da boa escolha com relação ao esquema, Silas ainda precisa alterar alguns jogadores na equipe principal. A contratação do xerifão para compor a defesa com o deslocamento de Mário definitivamente para a lateral direita é uma das ações a serem tomadas com urgência para minimizar os riscos na Copa do Brasil. Na meia cancha também devem ocorrer mudanças. Vejo, por exemplo, como melhor opção de titulares e reservas para o meio-campo, a seguinte formação: Adilson (Willian Magrão), Rochemback (Maylson), Hugo (Mithyuê) e Douglas (Leandro). Ferdinando, apesar do apoio e insistência do técnico, não está no mesmo patamar destes oito jogadores de meio campo que listo.

Enfim, o fato é que, apesar do Grêmio ter conseguido a classificação antecipada que Vasco e Palmeiras não conseguiram (ambos venceram apenas por um gol de diferença), é preciso melhorar consideravelmente, principalmente na defesa, para continuar sonhando com o título da Copa do Brasil 2010.

A solução estava em casa fevereiro 1, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Depois do Grêmio correr tanto atrás de um lateral direito de ofício, o técnico Silas acabou achando a solução no próprio elenco. E mais, sem necessidade de adaptar alguém de outra posição.

O nome deste jogador é Joílson. O atleta já tinha sido descartado pela direção e nem participou da pré temporada Tricolor na Serra Gaúcha. Mas com a saída de Réver, Silas precisou utilizar o ex- são paulino contra o Santa Cruz, para deslocar Mário Fernandes para a zaga, e redescobriu um bom lateral direito ofensivo e que ainda tem muita raça.

Joílson não só foi bem nos Plátanos, como garantiu presença como titular no Grenal de Erechim. E no clássico, apesar da derrota circunstancial do Grêmio por 1 a 0, o ala atuou muito bem no apoio e também na retenção do bom lateral colorado, Kleber, que não esteve nem perto do que jogou contra o Juventude.

Na entrada em campo, quando perguntado sobre Joílson e Lúcio (outro que assume a titularidade com excelentes desempenhos nas duas últimas partidas) Silas foi enfático ao dizer que não se importa com o passado, para explicar a escalação dos dois laterais, dando a entender que se Autuori descartou-os ele, ao contrário, vai colocar quem estiver melhor, independente do que os técnicos anteriores faziam com o plantel.

Agora resta saber se o treinador gremista não se deixará influenciar pelo resultado do clássico (que não necessariamente reflete a realidade do jogo). Infelizmente, caso isso aconteça, é possível que ele acabe trocando um dos laterais por uma opção de mais marcação (Lúcio por Fábio Santos, ou Joílson por Mário Fernandes), sob o pretexto de que ambos são, teoricamente, mais ofensivos que defensivos.

Com time misto, outra virada janeiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio conseguiu outra vitória de virada no Campeonato Gaúcho. Foi contra o Santa Cruz, nos Plátanos, por 2 a 1. Tudo bem que era o time misto do técnico Silas e que o meio campo estava completamente desfigurado, composto apenas por reservas. Mas esta foi a quarta vez, em quatro jogos, que o Tricolor saiu perdendo. Algo precisa ser feito, pois com times mais fortes a virada talvez não seja viável.

De qualquer forma, sou daqueles que procura sempre ver o melhor lado de tudo. Creio, portanto, que o jogo de ontem tenha servido para o técnico Silas por vários motivos, que exponho abaixo.

1) A primeira grande constatação (por mim já teria sido feita há mais tempo) é que Lúcio está em muito melhor fase que Fábio Santos. Este último nem apoia, nem defende bem. Enquanto o lateral esquerdo (ex-Hertha Berlin) entra no segundo tempo esquentando as coisas na frente e criando várias possibilidades de ataque pela esquerda. Além disso, não deve muito para Fábio Santos no setor defensivo. Infelizmente, Silas ainda não está convencido disso.

2) Jonas e Borges confirmam que são atacantes de primeira linha e, mesmo em situações adversas como ontem, quando a bola praticamente não chegava até eles por falta de ligação qualificada no meio campo, os dois mantém até o final do jogo a esperança Tricolor de gols. Jonas já tem 4 (um por jogo) e o ex-são paulino 3 gols marcados pelo Campeonato Gaúcho. Difícil será achar lugar no time titular para Leandro.

3) Mário Fernandes apenas confirma o que já se sabia do ano passado. É excelente jogador e pode tanto atuar na lateral, como na zaga. Como é bom apoiador tem tudo para se firmar na lateral direita, posição deficitária no Brasil. Pode, contudo, atuar em sua posição de origem, com a utilização de Souza pela ala direita, conforme Silas já cogitou para poder colocar o meia em campo junto com Hugo e Douglas.

4) Por falar em lateral direito, uma das melhores “descobertas” do jogo de ontem foi Joílson. O jogador esteve fora dos planos e nem participou da pré temporada em Bento. Ontem, contudo, mostrou que pode ser útil no grupo gremista, ainda que como reserva de Mário Fernandes ou Souza. Deve ser reintegrado prontamente.

5) Mithyuê confirmou a habilidade que fez o Grêmio apostar na jovem revelação do Futsal. Entrou no segundo tempo no lugar de Maylson e melhorou a ligação do meio com o ataque. Contudo, acho importante lembrar que Maylson é excelente jogador e que estava jogando fora de posição, pois é segundo volante e jogou de meia armador. Em sua posição de origem, na minha opinião, formaria a dupla de volantes com Willian Magrão no time titular.

Enfim, apesar das mudanças necessárias no setor defensivo para evitar que o time saia perdendo em todos os jogos, vejo o plantel do Grêmio em 2010 com boas chances de engrenar e chegar forte na briga por todos os títulos que disputar.

E, como domingo é dia de Grenal, aproveito para tentar esboçar o time do técnico Silas para o primeiro clássico do ano em duas possibilidades de formação: 3-5-2 ou 4-4-2.

No 3-5-2, a mais provável escalação seria: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques e Maurício; Souza (Joílson), Adilson, Hugo (ou um segundo volante), Douglas e Lúcio; Jonas e Borges.

Já no 4-4-2, minha opção seria: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Maurício e Lúcio; Adilson, Maylson (Fernando), Souza e Douglas (Hugo); Jonas e Borges.

E você, torcedor gremista, qual sua sugestão de escalação para o clássico deste domingo?

Grêmio vence outra de virada janeiro 22, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Tricolor venceu o Caxias no estádio Olímpico, nesta quinta,  por 3 a 2 de virada. O time do técnico Silas saiu perdendo, há exemplo do que ocorrera em Pelotas no domingo, mas demonstrou novamente excelente preparo físico e poder de reação para virar o jogo e repetir o placar do final de semana.

Com a vitória, o Grêmio acumula 40 jogos de invencibilidade em casa, ampliando ainda mais o recorde no Olímpico. Já são 30 vitórias e 10 empates desde setembro de 2008. Uma marca impressionante.

É preciso, contudo, absorver algumas lições do jogo de hoje. A defesa, por exemplo, precisa estar mais atenta. Esta talvez seja a maior lição nos dois jogos iniciais do Campeonato Gaúcho 2010. Hoje, por muito pouco o Caxias não empatou no final, por uma desatenção da zaga.

A falha do primeiro gol teve, ainda, a marca de Fábio Santos que, vaiado pela torcida, foi substituído por Lúcio. O lateral que ainda não havia se firmado desde sua volta para o clube no ano passado, acabou fazendo o cruzamento para a cabeçada de Jonas, que decretou a virada e a vitória Tricolor. Pode ser a chance de Lúcio desbancar o favoritismo de Fábio Santos na lateral esquerda.

O fato é que, mesmo ainda não dando o show esperado, o Grêmio já acumula 6 pontos em dois jogos e lidera o grupo no Gauchão, além de demonstrar um potencial enorme com a turma da frente (Hugo, Souza, Jonas, Borges e Leandro). Basta ampliar o entrosamento e ritmo de jogo dos cinco.

Jonas e Borges marcaram nos dois jogos e criaram várias outras oportunidades de gol. É a dupla de ataque mais provável do Tricolor 2010, com Leandro aberto pela direita ou vindo pelo meio e Souza mais recuado, como o time começou ontem. Silas ainda aguarda Douglas para disputar uma vaga no talentoso meio gremista.

Enfim, é um começo de temporada bastante promissor para quem almeja o Penta da Copa do Brasil e, quem sabe, o Tri do Brasileirão.

O esboço do Grêmio para 2010 janeiro 11, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Gêmio realizou o primeiro coletivo da temporada 2010 com boas indicações do que virá a ser a equipe titular do clube para a disputa da Copa do Brasil. O técnico Silas começa o ano indicando um 4-4-2 tradicional com dois volantes, dois meias e dois atacantes. Borges foi o destaque no ataque Tricolor.

A formação titular teve alguns revezamentos, mas tudo indica que o time do Grêmio para o início do Gauchão e Copa do Brasil seja: Victor, Mário Fernandes, Maurício (Rafa Marques), Réver e Fábio Santos; Ferdinando (Túlio), Adilson (Rochemback), Hugo e Souza; Leandro e Borges.

O Tricolor segue na busca de um lateral direito e, talvez, um meia. Silas deverá contar ainda com um banco de qualidade, pois além dos que estão entre parenteses acima, na reserva, o Grêmio 2010 contará com Jonas, Maylson, Mithyuê, Willian Magrão e Lúcio.

Possivelmente a vinda de um bom lateral direito e a concretização da especulação acerca do empréstimo de Douglas (ex-Corinthians) podem incendiar a disputa por uma vaga em dois setores no Grêmio 2010.

A zaga, com o retorno de Mário Fernandes para a função de origem pela contratação de um lateral de ofício, ficaria com 4 bons zagueiros (Réver, Maurício, Rafa Marques e o próprio Mário) brigando por duas vagas.

No meio, repito, caso concretizem o empréstimo de Douglas, Silas teria de optar por deixar um dos três (Hugo, Souza e Douglas) de fora, acirrando ainda mais a disputa que tem hoje apenas os jovens Mithyuê e Maylson.

Os reforços do Grêmio setembro 4, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio que entra em campo neste sábado contra o Vitória no estádio Olímpico tem alguns desfalques, que em breve retornam (Victor e Maxi López são os principais), mas começa a partida com três reforços importantíssimos em posições consideradas deficitárias no primeiro turno.

Lúcio na lateral esquerda, já jogou contra o Botafogo no Engenhão no empate dramático do final de semana passado, mas entrou no segundo tempo. Sua estréia como titular neste retorno ao clube será amanhã, melhorando em muito o setor esquerdo do time.

A chegada de Fábio Rochemback trouxe vários benefícios para o Grêmio. O primeiro deles é, obviamente, a qualidade incontestável de um meio campo com Adilson, Rochemback, Tcheco e Souza, tendo ainda o garoto Douglas Costa como reserva de luxo.

Um outro poderoso benefício na contratação de Rochemback, além da marcação aguerrida e precisa do volante ex-Sporting, Middlesbrough, Barcelona e Inter, é seu ótimo chute de longa distância. Seus mísseis tornam-se uma arma poderosa a mais no repertório de batedores de falta do Grêmio. Tcheco de curta distância, Souza de média e agora Rochemback de longa. É perigo de gol constante com bolas paradas.

Mas além da maior qualidade e maior poder ofensivo do quarteto de meio campo, a provável ida de Túlio para a lateral direita representa outro reforço em relação à Mário Fernandes ou Thiego, os laterais improvisados de Autuori. Ambos podem ter um futuro promissor como zagueiros. Como laterais direitos, entretanto, são uma negação e Túlio pode emprestar um pouco mais de ofensividade ao setor, com toda a certeza.

Enfim, apenas com estas três alterações, o Tricolor ganha consideravelmente em consistência e qualidade para o segundo turno. Basta compararmos Lúcio com Fábio Santos ou Bruno Colaço; Rochemback com Túlio; e o próprio Túlio na lateral direita com Mário Fernandes ou Thiego. Exatamente na hora que o time mais precisa embalar no campeonato para finalmente se aproximar do G4. Parabéns direção, que o time faça sua parte.

Um grande reforço agosto 29, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Fábio Rochemback, 27 anos é o mais novo reforço gremista. O Grêmio finalmente conseguiu sua liberação junto ao Sporting Lisboa e o jogador chega em Porto Alegre no domingo para realizar exames médicos segunda feira no Clube.

O volante assina por um período de 2 anos e se for vendido neste meio tempo, o Tricolor  fica com 20% do valor da venda. Excelente contratação da direção gremista.

A questão agora é ver o que o técnico Autuori fará com o jogador. Não posso imaginar Rochemback na reserva de Túlio ou Adilson, mas vai saber o que passa na cabeça do treinador. Na lateral esquerda, por exemplo, eu acreditava que Jadilson seria mais titular que Fábio Santos, mas não para Paulo Autuori.

Enfim, espero que o treinador não demore mais que o suficiente para fazer uso tanto do lateral esquerdo Lúcio, como do meia Fábio Rochemback. Afinal, são dois jogadores de muito mais qualidade técnica que os atuais titulares em suas posições.

Vencer ou vencer agosto 28, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio precisa exclusivamente de uma vitória contra o Botafogo, no Engenhão, neste final de semana se deseja almejar algo mais neste Campeonato Brasileiro 2009. O Tricolor tem time para brigar pelas mais altas posições da tabela, mas precisa fazer o dever de casa também fora dela.

O time de Paulo Autuori, que detém a melhor campanha como mandante, ainda não venceu fora no Brasileirão e tem o pior desempenho fora de casa dentre todos os competidores. Um contrasenso. De qualquer forma, como diz Souza, está mais que na hora de mandar para o espaço a “zica” que se abateu sobre o Tricolor fora de seus domínios.

Para este final de semana Autuori deverá contar com uma das mais novas armas do time. Lúcio, finalmente um lateral esquerdo de qualidade, retorna a Porto Alegre depois de passar quase duas temporadas no Hertha Berlin da Alemanha.

Caso vença o Botafogo no Rio de Janeiro, o Grêmio chegará a 34 pontos se aproximando com força do G4 e, por que não, da briga pelo título. Se perder, o título não virá nem em sonho e o G4 também ficará mais distante. É, portanto, vencer ou vencer!