jump to navigation

O show da seleção de Mano agosto 10, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Finalmente. Depois do sofrimento que foi torcer para a seleção defensiva e sem habilidade de Dunga durante a Copa do Mundo, os brasileiros puderam se deleitar com a qualidade técnica e ofensividade da turma escolhida pelo técnico Mano Menezes.

O Brasil ganhou por 2 a 0 dos Estados Unidos em New Jersey e deu um show de belos lances, podendo ter marcado pelo menos mais dois gols em bolas que bateram na trave, além de várias belas jogadas que, por pouco, não acabaram em gol.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo estreante Neymar, de cabeça, em cruzamento de André Santos, outro que deveria ter ido à África do Sul no lugar dos fracos laterais esquerdos de Dunga.

Pato fez o segundo em grande bola enfiada, com perfeição, por Ramires. O centroavante da nova era da seleção brasileira precisou apenas driblar, sem dificuldades, o goleiro Tim Howard para marcar o segundo gol da Era Mano na seleção brasileira.

Ganso deu elástico e botou bola na trave. Lucas melhorou a saída de bola da equipe, dando qualidade no primeiro passe do meio campo. Robinho deu experiência ao grupo e também carimbou o poste. Apesar de pouco exigido, Victor é garantia de qualidade e segurança no gol brasileiro. Enfim, as renovações foram plenamente aprovadas no primeiro desafio da Era Mano.

E o melhor de tudo é o que falou Mano ao final da partida. A maior parte do que ocorreu hoje deve-se ao talento dos jovens jogadores. O importante foi reforçar a ideia de que o Brasil precisa honrar sua tradição e jogar sempre para frente. Segundo o técnico, com mais organização e treinamento, os garotos poderão mostrar ainda mais todo seu brilho.

Valeu Mano. Agora podemos ver novamente o Brasil jogando como deve jogar sempre. De forma ofensiva, sempre em direção ao gol adversário, preocupando todo e qualquer adversário com seus abusos de qualidade. Voltou a ser fácil torcer para a seleção!

Dunga, nunca mais!! julho 3, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Não foi por falta de aviso. O Brasil inteiro alertou que faltaria qualidade para momentos decisivos no grupo do Dunga. Nunca me senti confortável tendo que chamar aquele grupo de Seleção Brasileira. Está muito mais para seleção do Dunga.

Um grupo repleto de volantes, com apenas um meia ofensivo (que não vingou) e um centroavante que não chega aos pés dos grandes Romário e Ronaldo, apenas para citar os dois goleadores dos títulos mais recentes. Não tinha mesmo como ir muito longe.

Mas Dunga nunca pensou assim. Achou que recheando a Seleção com jogadores do setor defensivo do meio-campo (como ele) poderia conter os avanços dos mais faceiros e trabalhar nos contra-ataques. Esqueceu que no Brasil a Seleção tem que jogar pra frente. Está em noss DNA futebolístico.

Não adianta querer mudar toda a história e estilo do nosso futebol, apenas porque em 1994 o retrancão deu certo. O Brasil sempre será lembrado por seu futebol ofensivo, irreverente, com jogadas agudas de ataque que assustam qualquer adversário.

Basta ver que o grupo da Copa de 1982, na Espanha, mesmo tendo sido desclassificado pela Itália antes da hora, é mencionado até hoje nas rodas de futebol como uma das melhores Seleções Brasileiras de todos os tempos. Porque perdeu mostrando qualidade. Jogando pra frente.

Quem viu aquele jogaço entre Brasil e Itália, em que o italiano Paolo Rossi foi espetacular e acabou sepultando os sonhos brasileiros, sabe do que estou falando. Os que não viram podem pesquisar e vão constatar a mesma coisa.

Aliás, justiça seja feita, mesmo em 94 o grupo em que o atual técnico jogava tinha jogadores excepcionais como Taffarel, Romário e Bebeto, por exemplo.

Ontem o Brasil que vi não era o mesmo que conhecemos historicamente. Claro que era visível que todos queriam muito o título e deram seus máximos na partida para tentar reverter até o minuto final. Mas a questão não era vontade, e sim a falta de qualidade nas peças de reposição do elenco.

Tanto que Dunga acabou não fazendo uso das três substituições, mesmo tendo que empatar a partida. Tudo porque ao olhar para o banco, não encontrou possibilidades como Ganso, Ronaldinho Gaúcho, Neymar, Pato, Anderson, Hernanes (apenas alguns exemplos). O técnico brasileiro morreu com suas próprias convicções.

Elano, por exemplo, é um excelente jogador, mas é segundo volante. Assim joga na Europa. Só com Dunga ele vira o terceiro homem de meio-campo. Felipe Melo é um despreparado. Era a crônica de uma morte anunciada. Só o treinador brasileiro não quis ver antes. Provou da pior forma.

Analisando individualmente os setores onde faltou qualidade, não tenho medo de afirmar que o meio da Seleção foi o principal problema. O setor deveria ter sido formado como pede o Brasil por seu DNA: Gilberto Silva, Elano, Ganso e Kaká (Ronaldinho Gaúcho, Anderson, Hernanes como opções).

No ataque, Neymar ou Pato seriam boas alternativas para entrar aos 20 do segundo tempo em um jogo como ontem. Prefiro não comentar a lateral esquerda. Com Fábio Aurélio jogando um bolão, ver Michel Bastos com a 6 é sacanagem.

Mas o teimoso preferiu abrir guerra à midia e continuou ignorando o óbvio: com este grupo o Brasil jamais seria hexa. Nada disso é novidade, Dunga. 

Bueno, o que me deixa feliz é saber que o turrão deve deixar o cargo nos próximos dias e, desta vez, acho que a CBF não fará novas apostas em ex-jogadores que nunca treinaram clube algum. Aposto em nomes como Mano Menezes ou Muricy. O Felipão, se não tivesse acertado com o Palmeiras, seria a escolha perfeita para a Copa do Mundo 2014, que será no Brasil.

O fato é que, apesar da desclassificação, pelo menos uma coisa me deixa feliz: Dunga, nunca mais!!

A convocação de Dunga para a Copa maio 11, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Dentro de pouco mais de duas horas o mundo conhecerá quem são os craques brasileiros convocados por Dunga para a Copa do Mundo da África do Sul. A convocação do técnico brasileiro está marcada para as 12:45 desta terça-feira.

Tudo indica que Dunga apresentará poucas surpresas na lista de escolhidos para o Mundial. Estima-se que, pelo menos, 17 dos 23 nomes já estão certos. Jogadores como Júlio César, Robinho, Lúcio, Maicon, Gilberto Silva, Felipe Melo, Juan, Josué, Kaká, entre outros que fazem parte do círculo de confiança do treinador, já estão confirmados, mesmo não tendo sido anunciados oficialmente.

As principais dúvidas giram em torno de Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Paulo Henrique Ganso. Eu, particularmente, aposto poucas fichas nos santistas. Na minha opinião, ambos deveriam ser convocados pelo que vêm apresentando, mas pelo que se conhece de Dunga, acho mesmo muito pouco provável que o técnico chame um dos dois.

Com relação a Ronaldinho, as chances podem ser um pouco maiores. Ainda assim, me incluo entre os que acreditam no boicote de Dunga ao jogador. Uma das teorias para tal exclusão, mesmo com o meia jogando muito bem desde o início do ano no Milan, seria o fato do treinador ainda não ter superado o chapéu que levou do meia no Grenal decisivo do Gauchão em 1999. Na ocasião, o atual técnico da seleção jogava pelo Inter e o craque do Milan, despontava para o mundo no Grêmio.

Outra dúvida paira sobre a convocação de Adriano para o ataque. Eu não pensaria duas vezes e subsituiria o grandalhão problemático pelo jovem Neymar. Mas como coloquei acima, acho mesmo muito pouco provável que Dunga chame o santista e, infelizmente, pela confiança que deposita no camisa 9 do Flamengo, o técnico da Seleção Brasileira deverá confirmar a convocação do centroavante, mesmo com os recentes problemas do jogador no clube carioca.

A paradinha ainda não morreu março 9, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

Apesar das indicações de que a International Board iria discutir a paradinha na reunião de sábado passado, a votação para o fim (ou não) da artimanha foi prorrogada para maio.

Apesar de ter escapado da última votação, a já famosa paradinha que os atacantes efetuam na hora da cobrança de um pênalti para enganar o goleiro está sob a mira de Joseph Blatter e tudo indica que será proibida na Copa do Mundo 2010.

Eu, particularmente, não sou contra. Considero um recurso a mais do batedor. E além disso é um recurso divertido. Lembra, inclusive, a cena abaixo, do programa mexicano, Chavez, quando o próprio vai bater na bola e na hora do chute dá uma paradinha (neste caso involuntária) que derruba o “goleiro” Kiko.

De qualquer forma, gostando ou não, com a opinião aberta do presidente da Fifa contra a paradinha, depois da votação em maio, dificilmente veremos na Copa cenas como a do vídeo acima, quando Neymar deitou Rogério Ceni antes de bater na bola e marcar o gol do Santos. Lamentável.