jump to navigation

Ronaldinho acusou o golpe! outubro 30, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

20111030-193355.jpg

Ronaldinho acusou o golpe! A derrota de virada para o time que o criou, na primeira vez em que o craque reencontrava aquela que um dia fora sua própria torcida, abalou R10.

Por mais que antes do confronto ele tenha tentado negar, dizendo que era um jogo como qualquer outro, sua declaração ao final da partida, sobre o barulho da torcida, deixou claro que ele sentiu o peso de enfrentar a torcida gremista.

Não foi uma derrota qualquer! Deve ter sido parecida, para Ronaldinho, com a derrota do Barcelona para o Inter, só que com um gostinho mais amargo, por toda a história de amor e ódio entre R10 e o Grêmio. Neste caso, além de perder, Ronaldo lembrou, como adversário, o que significa um Olímpico lotado, cantando sem parar!

Como bem disse David Coimbra, foi feio o que Ronaldo fez, mas esta derrota de hoje, da maneira como foi, serve de resposta em campo! Em outras palavras, Ronaldo sai de Porto Alegre com uma derrota por 4 a 2, de virada, como prova de que o Grêmio não precisa dele!

O primeiro de muitos março 10, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Desde os tempos de Renato Gaúcho como jogador, o Grêmio aprendeu a vencer enfrentando as mais complexas adversidades. Tais conquistas renderam ao clube a alcunha de Imortal Tricolor. Foi assim em Tóquio, em 1983, e não seria diferente no primeiro título de Portaluppi como técnico do clube que o revelou para o mundo. O primeiro de muitos, tudo indica.

Ontem, após a vitória suada nos pênaltis contra o Caxias pela final da Taça Piratini (primeiro turno do Campeonato Gaúcho 2011), Renato experimentou sua primeira conquista como treinador do seu time do coração, seguindo a mais sofrida das tradições tricolores.

O Grêmio perdia por 2 a 0 quando o técnico gremista,  ainda no primeiro tempo, sacou Carlos Alberto do time e colocou Bruno Colaço em seu lugar, para dar mais consistência defensiva pelo lado esquerdo. Deu certo.

Antes mesmo do intervalo, como efeito da mudança promovida por Renato Gaúcho, o Tricolor descontou com uma das apostas do próprio técnico para a decisão: Willian Magrão, que havia iniciado a partida no lugar de Lúcio, marcou de fora da área em chute indefensável mesmo para o bom goleiro André Sangalli.

Mas o sofrimento perduraria por todo o segundo tempo e boa parte dos 8 minutos de descontos (6 minutos propostos incialmente, mais 2 por cera técnica já dentro dos descontos). O gol de empate do Grêmio veio apenas aos 50 minutos do segundo tempo, com Rafael Marques.

A decisão da Taça Piratini (primeiro turno do Gauchão 2011) foi então para os pênaltis, e o Grêmio conquistou o primeiro caneco sob o comando de Renato Portaluppi, graças às duas defesas de Victor, o goleiro gremista e da Seleção Brasileira. É o Imortal Tricolor fazendo história novamente.

Grêmio e Santos na outra semifinal maio 5, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
1 comment so far

As duas semifinais da Copa do Brasil estão definidas. Mais cedo, Vitória e Atlético GO garantiram suas vagas. No final da noite foi a vez de Grêmio e Santos confirmarem seus favoritismos e avançarem na Copa do Brasil.

O Santos venceu o Atlético MG na Vila Belmiro por 3 a 1, enquanto o Tricolor Gaúcho derrotou o Fluminense por 2 a 0 no Olímpico, com gols de Hugo (destaque do jogo) e Jonas, em uma exibição bastante convincente.

Muitos, entre os quais me incluo, apostam que o confronto entre Grêmio e Santos será a final antecipada da Copa do Brasil. Os jogos das semifinais ocorrem nas duas próximas semanas.

Grêmio é o Campeão Gaúcho 2010 maio 2, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Mesmo perdendo o Grenal 381 no estádio Olímpico, por 1 a 0, o Tricolor conquistou, na tarde deste domingo, o título de Campeão Gaúcho 2010. Uma conquista justa, pelo que o time de Silas apresentou no clássico do Beira Rio com a vitória por 2 a 0 e, principalmente, no decorrer do campeonato todo.

Mesmo assim, engana-se aquele que pensa que o título veio com a facilidade que supunham alguns antes do jogo. O Inter fez um gol logo no início com Giuliano e chegou a assustar a torcida gremista tomando conta do primeiro tempo inteiro.

Na segunda etapa, contudo, o Grêmio voltou melhor, com Hugo no lugar de Leandro e controlou os ímpetos de ataque do Inter, criando algumas chances de gol, quase todas frustradas por Pato Abbondanzieri.

No lado colorado, o destaque foi justamente o goleiro Pato. O argentino salvou o time com três boas defesas. O Inter ainda ficou com um jogador a menos no finalzinho da partida, quando Taison perdeu completamente a cabeça e agrediu Jonas com um chute por trás.

Acho importante registrar que, apesar do destaque colorado ter sido o arqueiro argentino, o time de Silas não jogou metade do que havia jogado tanto no Grenal do Beira Rio, como no Maracanã contra o Fluminense. Douglas foi bem marcado por Sandro e não conseguiu ser o cérebro do time como de costume. Neuton também não teve uma atuação tão destacada como nas duas partidas anteriores.

Além do título de Campeão Gaúcho 2010 para o Grêmio, os efeitos do Grenal 381, tanto para o Internacional como para o Tricolor, deverão se manifestar durante a semana nos compromissos de ambos na Libertadores e Copa do Brasil, respectivamente.

No Olímpico, fica a sensação de que foi-se o tempo da invencibilidade caseira do time. Em pouco tempo os comandados de Silas perderam, em casa, para Pelotas e Internacional. Importante sinal de alerta para quem vai ter que enfrentar o Fluminense pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, em Porto Alegre.

Já para o Inter fica uma amostra da dificuldade que o time enfrentará para tentar reverter, em Porto Alegre nesta quinta, a derrota de 3 a 1 para o Banfield no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores da América, na Argentina.

A batalha contra o Fluminense abril 26, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Vida de jogador é assim mesmo. Os jogadores do Grêmio, por exemplo, mal terminaram de comemorar a vitória no Grenal 380, e já têm que se preocupar com o jogo de quinta-feira, contra o Fluminense no Maracanã, pela Copa do Brasil.

Ainda assim, o excelente resultado contra o Internacional no Beira Rio no domingo, garante aos comandados de Silas a confiança necessária para voltar a vencer, fora de casa, times da Série A.

Se o time entrar no Maracanã como no primeiro tempo do Grenal, corre riscos. Se, contudo, tiver a ousadia necessária para entrar como na segunda etapa do clássico, jogando para frente, tenho poucas dúvidas que o Grêmio possa voltar do Rio de Janeiro com um resultado interessante. Podendo, inclusive, deixar a decisão da vaga nas semifinais, que será no Olímpico, relativamente mais tranquila.

O retorno de Douglas no lugar de Hugo deve ser a única substituição em relação à equipe que iniciou o Grenal 380. Na minha opinião, pelo que apresentaram no clássico, eu tiraria Leandro e manteria Hugo, ao lado de Douglas.

Caso a lesão de Ferdinando se confirme (o jogador será reavaliado hoje), Adilson deverá fazer a dupla de volantes com Willian Magrão. Aliás, a organização tática do meio campo do Grêmio, no segundo tempo do jogo contra o Inter, passa pelos dois.

Mas a tarefa de Silas no Maraca não será nada fácil. Depois da vitória contundente do Tricolor Gaúcho sobre o badalado Internacional, o Fluminense deverá ser bem mais cuidadoso do que foi contra a Portuguesa na semana passada, quando classificou-se com uma vitória apertada, depois de estar vencendo por 3 a 0.

E, apesar da ausência de Conca, o time de Muricy tem um bom elenco e jogadores que podem decidir a partida a qualquer momento, como Fred, por exemplo. Claro que, do lado gaúcho, há também Borges, Jonas e Douglas, que podem definir o jogo em um lance. Jogo difícil para ambos os lados.

É o próprio técnico Muricy Ramalho, recém contratado pelo Tricolor Carioca, quem trata o confronto contra o Grêmio como “pedreira”. De certeza, só uma coisa: o encontro de Tricolores no Maracanã será um jogo e tanto.

Grêmio vence o Grenal 380 abril 25, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

Apesar das previsões da grande mídia de que o Inter venceria o clássico, por causa dos resultados do meio da semana, o Grêmio contrariou a todos e mostrou que tem força para vencer qualquer time brasileiro na atualidade. Basta jogar concentrado e realmente querer o placar.

O Tricolor foi assim hoje, na vitória por 2 a 0 contra o Internacional em pleno Beira Rio no Grenal 380. Com o resultado, o Grêmio praticamente encaminha o título, pois pode até perder por um gol no Olímpico, no próximo domingo, para levantar o caneco do gauchão 2010.

Foi um dos melhores clássicos dos últimos anos. Jogo corrido, pegado e com várias chances para ambos os lados. Os goleiros trabalharam bastante, principalmente Victor, mas o Grêmio soube proteger melhor seu gol e marcar na hora certa, com Rodrigo e Borges, ambos de cabeça em cruzamentos. Resultado justo em um jogo de alta qualidade.

Os efeitos do clássico serão diferentes, obviamente, para ambos os times. Para o Grêmio a certeza de que, se o time pode vencer o Inter no Beira Rio, pode perfeitamente vencer o Fluminense no Maracanã. Já o Inter viajará a Argentina para enfrentar o Banfield com a confiança abalada, como sempre acontece quando se perde um Grenal em casa por 2 a 0.

Grenal só na Final abril 5, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Com as vitórias de Grêmio e Inter no final de semana, aliadas ao empate do Pelotas contra o Zequinha, a fase de mata mata da Taça Fábio Koff só terá Grenal se for na final. Os fãs do confronto terão que aguardar as classificações das equipes nas quartas e depois nas semi finais para que possam ver o tão esperado clássico que, se ocorrer, será no Olímpico.

Grêmio 100%

O Tricolor venceu o Juventude por 2 a 1 no Alfredo Jaconi, com dois gols de Jonas, e já acumula 15 vitórias consecutivas, mantendo os 100% de aproveitamento no segundo turno. Com a melhor campanha geral do Gauchão 2010, o Grêmio garantiu ainda que todas as suas partidas daqui pra frente sejam realizadas no Olímpico, onde mantém-se invencível há 51 jogos.

Além da 15ª vitória consecutiva, a partida contra o Juventude serviu para confirmar o retorno de Willian Magrão ao time. Pela primeira vez desde a lesão o volante começou um jogo como titular e, apesar do protecionismo de Silas com Ferdinando, deu bons indícios que brigará com muita qualidade para demover o técnico de sua preferência absurda.

O time do técnico Silas enfrenta, nas quartas de final, o Pelotas. O confronto ocorre na próxima quinta feira no Olímpico. Quem passar pega o vencedor de São José e Inter SM para decidir vaga na final.

Inter garante classificação

O Internacional, por sua vez, garantiu a classificação apenas no segundo tempo de um jogo sofrível. O placar de 4 a 0 sobre o Universidade é, no mínimo, enganador. Os dois gols de Taison, por exemplo, foram feitos nos últimos 10 minutos de jogo, depois do Universidade ver suas chances desaparecerem.

A boa notícia para os colorados é que Taison, depois dos dois gols, deverá ficar. Já falei sobre isso em outro post e acho extremamente perigoso ver jogadores reclamando abertamente da reserva. Em equipes de ponta, é mais do que necessário manter um banco de qualidade. O Grêmio com Hugo, Leandro e Rochemback é um excelente exemplo disso.

Com a classificação em terceiro no grupo, o Inter escapa do Grenal e encara o Novo Hamburgo, na cidade de mesmo nome, nesta quarta feira. Apesar da comisão técnica colorada evitar o clima de revanche, cabe lembrar que foi o próprio Anilado quem desclassificou o Inter, em pleno Beira Rio, na Taça Fernando Carvalho.

Caso o Inter passe pelo Nóia, enfrentará o vencedor do confronto entre Caxias e Ypiranga na semi final.

A gangorra da dupla Grenal março 29, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu mais uma no Olímpico. Desta vez contra o Esportivo de Bento Gonçalves, por 2 a 0. O Tricolor contabiliza agora nada menos que 50 partidas sem perder em sua casa. E Silas já acumula 13 vitórias consecutivas na temporada. O número impressiona qualquer fã do futebol. São 39 pontos conquistados nos últimos 39 disputados entre Gauchão e Copa do Brasil.

Na partida, que só não teve um placar mais dilatado por conta das excelentes defesas do goleiro Caio do Esportivo, Maylson, foi mais uma vez o destaque. Mas não podemos, sob hipótese alguma, esquecer do volante Willian Magrão.

Depois de muito tempo de recuperação após a cirurgia no joelho, Magrão novamente iniciou uma partida como titular e, como costumava fazer antes da lesão, jogou bem e marcou o seu. Espero que Silas veja que o meio de campo do time pode render muito mais com Willian Magrão no lugar de Ferdinando, compondo a dupla de volantes com Adilson.

A Gangorra Gaúcha

Enquanto isso, o Internacional do técnico Jorge Fossati perdeu mais uma e caiu para a quarta colocação do grupo 2 do Gauchão. Desta vez o algoz colorado foi o Caxias do técnico Julinho Camargo que venceu no estádio Centenário por 2 a 0. Com a atual classificação, com o Grêmio em primeiro do grupo 1 e o Inter em quarto no grupo 2, a dupla Grenal se encontraria já no primeiro jogo da próxima fase. Claro que, apesar da atual fase, o Inter ainda tem o jogo contra o Universidade para buscar uma vitória e evitar o confronto com o Tricolor já no início da fase final da Taça Fábio Koff.

De qualquer maneira, Fernando Carvalho e Vitório Píffero garantem que o treinador uruguaio terá outra chance no comando colorado na próxima quarta, contra o Cerro do Uruguai em Porto Alegre pela primeira fase da Libertadores 2010. Caso perca, ou empate, Jorge Fossati deverá ser demitido e o Inter verá suas chances de classificação na Libertadores da América praticamente desaparecerem.

O mais impressionante é que o resultado dos jogos contra o São José, no meio da semana, e Caxias, no domingo, não é o pior de tudo para o Inter. O time está há seis jogos sem vencer. Apesar de todas as badalações de início de temporada, os comandados de Fossati tem jogado muito pouco para quem almeja disputar o título da principal competição de futebol de clubes das Américas.

A torcida pede desesperadamente a queda do técnico, enquanto a direção insiste em manter o uruguaio, mesmo correndo riscos de desclassificação ainda na primeira fase da Libertadores 2010.

É a velha gangorra da dupla Grenal de volta à cena do futebol gaúcho.

Silas precisa mudar o meio campo março 8, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Após a magra vitória do Grêmio por 1 a 0, com péssima atuação, sobre um dos times de pior campanha no Gauchão 2010, o Porto Alegre, em pleno estádio Olímpico, o técnico Silas começa (na minha opinião tardiamente) a sofrer pressão interna (e superior) para acabar com certos protecionismos e melhorar definitivamente o setor central da equipe. O próprio presidente Duda Kroeff, falando como torcedor em entrevista ao final da partida, destacou que, na sua opinião, seria preciso melhorar algo no meio campo.

Para quem vem acompanhando o Tricolor neste início de temporada fica claro que o maior problema do Grêmio 2010 está na dupla de volantes escolhida por Silas para compor o setor. Ferdinando tem sérios problemas de base. Segundo o site do jornal Zero Hora, o atual primeiro volante do time de Silas não era jogador profissional até os 21 anos. Ganhava a vida como vendedor ambulante, pedreiro ou trabalhando na roça e não passou por trabalho de base em nenhum clube. Willian Magrão, mesmo ainda sem o ritmo de antes da lesão, pode ocupar a primeira função do meio campo com muito mais qualidade.

Mas além de Ferdinando, Adilson como segundo volante também é melhor que Rochemback.  Enfim, o setor que deveria dar sustentação ao meio campo, desarmando e passando a bola com efetividade e precisão para os meia-atacantes desenvolverem as jogadas, não funciona. Além de não desarmarem eficientemente, quando conseguem o desarme nenhum dos dois consegue acertar mais de 3 a cada 10 passes tentados. Uma ineficiência visível para qualquer um que acompanhe o time do Grêmio. Como frisei em outro post: Só Silas não enxerga!

Enfim, parece que tudo que eu já havia destacado sobre o setor, há pelo menos duas partidas, está vindo à tona e começa a pressionar o técnico Silas para mudar o meio e acabar com os protecionismos descabidos, como o de Ferdinando, ex-Avaí e religioso, como o treinador.

Invencibilidade

Apesar das cobranças, o técnico fez questão de tentar desviar a atenção destacando a invencibilidade de 47 jogos do Grêmio no estádio Olímpico (com a vitória, o Tricolor ultrapassou o recorde anterior, de 46 jogos sem perder em casa, que pertencia ao Inter). O que na verdade Silas não percebe é que sua participação nesta façanha é mínima. Não poderia nem mesmo usá-la para rebater as críticas acerca de um jogo medíocre.

Desde que começou a treinar o Grêmio, o técnico não enfrentou, no Olímpico, nenhum time de primeira ou mesmo segunda linha do futebol brasileiro. O clube mais tradicional que o Tricolor enfrentou em casa foi o Caxias, que encontra-se na Série C do Brasileirão. Não houve enfrentamento nem mesmo com clubes da Série B dentro do Olímpico sob o comando de Silas. Ou seja, a manutenção da invencibilidade até agora, dada a qualidade e folha de pagamento das equipes adversárias, não é mais que uma obrigação do comandante.

Grêmio é campeão do 1º turno fevereiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0 com gol de falta do contestado Ferdinando e conquistou a Taça Fernando Carvalho, troféu do primeiro turno do Capeonato Gaúcho.

O jogo foi bastante difícil para os comandados de Silas e, pelo menos por alguns momentos finais, o Grêmio chegou a sofrer pressão do Anilado que tentava o empate desesperadamente com quatro jogadores ofensivos.

De qualquer forma, as previsões negativas de Gilmar Iser para o Grêmio em casa não ocorreram e o Tricolor chega a marca recorde de 46 partidas sem perder no estádio Olímpico.

Bruxa solta na Azenha

O pior da tarde, contudo, não foi a dificuldade em vencer o time do Vale do Sinos e conquistar a taça do primeiro turno do Gauchão 2010. O mais complicado para o Tricolor foi a perda do centroavante goleador Borges.

Com a lesão do camisa 9 gremista, o Grêmio perde seu 4º titular importante em apenas dois meses de campeonato. Antes de Borges, com distensão muscular, Leandro (com o mesmo problema), Souza e Lúcio (ambos com problemas de ligamentos dos joelhos) já haviam desfalcado a equipe titular.

Tudo indica que há algo errado com a preparação física no Olímpico, ainda que o responsável por ela seja o grande preparador Paulo Paixão. Não é possível que em apenas dois meses de temporada o Grêmio perca quatro jogadores de primeira linha por lesões reincidentes (duas de joelho e duas distensões musculares). É a bruxa solta no Olímpico.

A final da Fernando Carvalho fevereiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

A taça Fernando Carvalho chega a seu jogo final, neste domingo, no estádio Olímpico na partida entre Grêmio e Novo Hamburgo. Será o enfrentamento de dois clubes do grupo 1, considerado o mais fraco do campeonato durante o primeiro turno.

Claro que não se pode esquecer da motivação e consequente energia extra com que jogarão os atletas do Anilado esta tarde na Azenha, mas não há sequer um entendedor do esporte que aposte em um favoritismo da equipe do Vale do Sinos para o jogo de logo mais.

O Grêmio deverá, por mais que enfrente dificuldades, levantar o primeiro caneco desde aquele último Gauchão, em 2007, quando o Grêmio de Mano anulou os então campeões mundiais do Beira Rio e sagrou-se campeão gaúcho.

O mais interessante é que desta vez o ex-presidente colorado, que empresta nome à taça do primeiro turno, terá que, muito possivelmente, entregar a taça com seu nome ao maior rival, o Tricolor, em pleno estádio Olímpico.

Uma espécie de vingança saudável em relação ao que passou o inesquecível presidente gremista Fábio Koff no ano passado ao entregar a taça, nomeada em sua homenagem, ao Internacional, eterno rival.

O recorde de invencibilidade

Caso vença a partida de hoje, além de ser o campeão do primeiro turno e garantir, automaticamente, vaga na final do Gauchão 2010, o Grêmio empata com o recorde de invencibilidade brasileiro, pertencente ao Inter da década de 70 (invecibilidade quebrada, justamente em um Grenal, após 46 partidas invicto em casa).

O Tricolor chegará, caso levante o caneco, a 46 partidas sem perder no seu estádio (mesmo recorde colorado). É a verdadeira comprovação tricolor da velha máxima: “Em casa, mando eu.” No caso desta confirmação, bastará apenas mais uma partida sem derrota no Olímpico para o time de Silas ultrapassar, definitivamente, um recorde que se mantém no Beira Rio por quase 35 anos.

Empate medíocre em casa fevereiro 3, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Tudo bem que não faz nem um mês que o técnico Silas começou os trabalhos com uma equipe bastante reformulada e com várias baixas. De qualquer forma o torcedor perdeu a paciência e o empate do Grêmio em 1 a 1 no Olímpico, com o São Luiz, saindo mais uma vez atrás no placar, adquiriu caráter mais negativo do que seria empatar com o time de melhor campanha do interior.

O fato é que o técnico não pode continuar insistindo no 3-5-2, com dois volantes e apenas um meia ofensivo. Já que Silas prefere a linha de três zagueiros, tem que estruturar o time com apenas um volante, que na minha opinião seria Adilson, para poder colocar Douglas e Hugo (ou Leandro) na articulação.

Se, no entanto, o técnico gremista prefere não abrir mão dos dois volantes, a melhor alternativa para não perder poder ofensivo, nem defensivo é o 4-4-2, com Mário Fernandes na lateral direita.

Penso ainda que Silas tenha exagerado ao dizer que não teve possibilidades de repetir o time no campeonato. Na verdade o técnico preferiu encolher o time no Grenal, sacando Hugo para colocar Ferdinando, mesmo tendo a possibilidade de repetir a escalação do jogo contra o Santa Cruz que tinha o ex-são paulino e Souza na armação.

Concordo com Silas que é preciso tempo, mas o que coloco neste post ele já deveria ter visto. Pelo menos os torcedores já conseguiram ver. É bom que o treinador gremista também veja logo. A verdade é que o Grêmio tem muito que melhorar para encarar com força a Copa do Brasil.

Empate amargo no Olímpico janeiro 25, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio empatou ontem, em casa, com o Veranópolis em 1 a 1. O time do técnico Silas começou novamente perdendo. Desta vez, contudo, a equipe não conseguiu virar o jogo. Apenas buscou o empate e, por pouco, não perdeu a invencibilidade que mantém no Estádio Olímpico.

Tudo bem que o time está em início de temporada, mas o que assusta a torcida Tricolor são as falhas da defesa que, teoricamente, já estaria entrosada desde o ano passado com Rafael Marques e Réver. O Grêmio já levou 5 gols em apenas 3 jogos, todos contra equipes de menor força, comparadas com os adversários de Copa do Brasil e Brasileirão.

Sem dúvidas, há muito para o técnico Silas fazer principalmente com esta defesa que, até agora, mais parece um queijo suíço.  O comandante Tricolor precisa fazer os meias e atacantes compactarem mais o meio de campo para evitar surpresas desagradáveis no decorrer da temporada. De qualquer forma, o plantel do Grêmio 2010 é, sem dúvidas, um dos melhores do país, pelo menos no papel.

Justamente por esta constatação, não posso concordar com certo cronista que demonstra todo seu desconhecimento sobre o tema ao afirmar, peremptoriamente, que este time do Grêmio não vai dar certo. Comentário mais colorado que este, impossível, afinal, é não há como fazer um time reestruturado  “voar” em apenas 3 jogos.

Grêmio vence outra de virada janeiro 22, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Tricolor venceu o Caxias no estádio Olímpico, nesta quinta,  por 3 a 2 de virada. O time do técnico Silas saiu perdendo, há exemplo do que ocorrera em Pelotas no domingo, mas demonstrou novamente excelente preparo físico e poder de reação para virar o jogo e repetir o placar do final de semana.

Com a vitória, o Grêmio acumula 40 jogos de invencibilidade em casa, ampliando ainda mais o recorde no Olímpico. Já são 30 vitórias e 10 empates desde setembro de 2008. Uma marca impressionante.

É preciso, contudo, absorver algumas lições do jogo de hoje. A defesa, por exemplo, precisa estar mais atenta. Esta talvez seja a maior lição nos dois jogos iniciais do Campeonato Gaúcho 2010. Hoje, por muito pouco o Caxias não empatou no final, por uma desatenção da zaga.

A falha do primeiro gol teve, ainda, a marca de Fábio Santos que, vaiado pela torcida, foi substituído por Lúcio. O lateral que ainda não havia se firmado desde sua volta para o clube no ano passado, acabou fazendo o cruzamento para a cabeçada de Jonas, que decretou a virada e a vitória Tricolor. Pode ser a chance de Lúcio desbancar o favoritismo de Fábio Santos na lateral esquerda.

O fato é que, mesmo ainda não dando o show esperado, o Grêmio já acumula 6 pontos em dois jogos e lidera o grupo no Gauchão, além de demonstrar um potencial enorme com a turma da frente (Hugo, Souza, Jonas, Borges e Leandro). Basta ampliar o entrosamento e ritmo de jogo dos cinco.

Jonas e Borges marcaram nos dois jogos e criaram várias outras oportunidades de gol. É a dupla de ataque mais provável do Tricolor 2010, com Leandro aberto pela direita ou vindo pelo meio e Souza mais recuado, como o time começou ontem. Silas ainda aguarda Douglas para disputar uma vaga no talentoso meio gremista.

Enfim, é um começo de temporada bastante promissor para quem almeja o Penta da Copa do Brasil e, quem sabe, o Tri do Brasileirão.

A vez de Marcelo Rospide novembro 23, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

Adilson Batista informou a direção gremista, há pouco, que não virá para o Grêmio em 2010 porque aceitou a proposta de permanência no Cruzeiro. Com o anúncio, as alternativas para o comando do vestiário Tricolor em 2010 se reduzem e, na minha opinião, chega a vez de Marcelo Rospide.

Apesar de concordar com os que acham arriscado queimar o jovem treinador, também vejo Rospide como a única opção, dentre as restantes, com perfil adequado para treinar o Tricolor. Um gaúcho, gremista, e que entende a maneira histórica do Grêmio jogar. Há ainda o exemplo de Andrade, interino efetivado no Flamengo, que hoje briga pelo título. Quem sabe Rospide não possa ser o nosso Andrade em 2010.

Já relatei em outros posts o fato inegável de que TODOS os grandes títulos do Grêmio foram ganhos por treinadores locais com forte ligação com o clube. Infelizmente, não consigo ver Silas ou Dorival Júnior com sucesso no Tricolor. Por isso, com a recente recusa de Adilson, creio ter chegado a vez de Marcelo Rospide ser efetivado. E seja o que Deus quiser.

Grêmio segue invencível em casa novembro 19, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Palmeiras por 2 a 0 no jogo de ontem à noite no estádio Olímpico. A última derrota do Tricolor em seus domínios ocorreu já faz um ano e dois meses. Desde então mantém uma invencibilidade de dar inveja, com a possibilidade de bater o recorde de vitórias como mandante no Brasileirão de pontos corridos.

É a melhor campanha dentro de casa no Brasileiro 2009 e pode ser a melhor de toda a era dos pontos corridos. O problema do Grêmio no Brasileirão deste ano foi o desempenho pífio fora do estádio Olímpico, com apenas uma vitória, contra o Náutico, um dos prováveis rebaixados. Em outras palavras, um campeão dentro de casa e um rebaixado fora dela.

O desequilíbrio entre as duas campanhas completamente distintas levou o Tricolor a uma média geral ruim, insuficiente para o G4. Tivesse ganho, pelo menos, mais duas partidas fora estaria na briga pelo grupo da Libertadores. E, convenhamos, ganhar 3 partidas fora de casa até aqui, não seria tarefa impossível.

Faltou ao Grêmio ser mais Grêmio fora do Olímpico neste campeonato. Foi preciso retornar ao comando aquele que iniciou o torneio para o time voltar ao eixo. Já há quem sugira (e não discordo plenamente) que Marcelo Rospide deva ser efetivado, a exemplo do que ocorreu com Andrade no Flamengo.

Quem sabe uma segunda vitória fora em todo o campeonato, no jogo final contra o próprio Mengão, no Maracanã, possa o ajudar neste sentido.

A verdade por enquanto é que, apesar dos tropeços longe da Azenha, em seus pagos o Grêmio segue imbatível.

Os reforços do Grêmio setembro 4, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio que entra em campo neste sábado contra o Vitória no estádio Olímpico tem alguns desfalques, que em breve retornam (Victor e Maxi López são os principais), mas começa a partida com três reforços importantíssimos em posições consideradas deficitárias no primeiro turno.

Lúcio na lateral esquerda, já jogou contra o Botafogo no Engenhão no empate dramático do final de semana passado, mas entrou no segundo tempo. Sua estréia como titular neste retorno ao clube será amanhã, melhorando em muito o setor esquerdo do time.

A chegada de Fábio Rochemback trouxe vários benefícios para o Grêmio. O primeiro deles é, obviamente, a qualidade incontestável de um meio campo com Adilson, Rochemback, Tcheco e Souza, tendo ainda o garoto Douglas Costa como reserva de luxo.

Um outro poderoso benefício na contratação de Rochemback, além da marcação aguerrida e precisa do volante ex-Sporting, Middlesbrough, Barcelona e Inter, é seu ótimo chute de longa distância. Seus mísseis tornam-se uma arma poderosa a mais no repertório de batedores de falta do Grêmio. Tcheco de curta distância, Souza de média e agora Rochemback de longa. É perigo de gol constante com bolas paradas.

Mas além da maior qualidade e maior poder ofensivo do quarteto de meio campo, a provável ida de Túlio para a lateral direita representa outro reforço em relação à Mário Fernandes ou Thiego, os laterais improvisados de Autuori. Ambos podem ter um futuro promissor como zagueiros. Como laterais direitos, entretanto, são uma negação e Túlio pode emprestar um pouco mais de ofensividade ao setor, com toda a certeza.

Enfim, apenas com estas três alterações, o Tricolor ganha consideravelmente em consistência e qualidade para o segundo turno. Basta compararmos Lúcio com Fábio Santos ou Bruno Colaço; Rochemback com Túlio; e o próprio Túlio na lateral direita com Mário Fernandes ou Thiego. Exatamente na hora que o time mais precisa embalar no campeonato para finalmente se aproximar do G4. Parabéns direção, que o time faça sua parte.

Vencer ou vencer agosto 28, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio precisa exclusivamente de uma vitória contra o Botafogo, no Engenhão, neste final de semana se deseja almejar algo mais neste Campeonato Brasileiro 2009. O Tricolor tem time para brigar pelas mais altas posições da tabela, mas precisa fazer o dever de casa também fora dela.

O time de Paulo Autuori, que detém a melhor campanha como mandante, ainda não venceu fora no Brasileirão e tem o pior desempenho fora de casa dentre todos os competidores. Um contrasenso. De qualquer forma, como diz Souza, está mais que na hora de mandar para o espaço a “zica” que se abateu sobre o Tricolor fora de seus domínios.

Para este final de semana Autuori deverá contar com uma das mais novas armas do time. Lúcio, finalmente um lateral esquerdo de qualidade, retorna a Porto Alegre depois de passar quase duas temporadas no Hertha Berlin da Alemanha.

Caso vença o Botafogo no Rio de Janeiro, o Grêmio chegará a 34 pontos se aproximando com força do G4 e, por que não, da briga pelo título. Se perder, o título não virá nem em sonho e o G4 também ficará mais distante. É, portanto, vencer ou vencer!

Grêmio vence, Inter perde agosto 24, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O final de semana dos gaúchos foi antagônico. O Grêmio, mais uma vez no estádio Olímpico, venceu de goleada. Desta vez a vítima foi o Atlético de Celso Roth que levou uma sapecada: 4 a 1 e um banho de bola.

Com o resultado, o Tricolor chega a impressionantes 9 vitórias em 11 jogos em casa. Os dois que não venceu foram empates. Ainda não perdeu em seus domínios. É disparado o melhor aproveitamento dentre os mandantes do Brasileirão 2009.

O problem gremista é a incompreensível diferença de aproveitamento quando vai jogar fora de seus domínios. O time tem o melhor aproveitamento como mandante e o pior como visitante. Desempenho de campeão no estádio Olímpico e de lanterninha fora de Porto Alegre.

Contudo, como coloquei em um post recente, se o time de Autuori começar a vencer na próxima partida contra o Botafogo no Rio, poderá voltar a sonhar com a briga pelo título. Melhor ainda se o SPFC ganhar do Palmeiras na próxima rodada, o que deixaria o Grêmio a apenas 6 pontos do líder.

Inter perde para o Palmeiras de Azul

Sim, isso mesmo. O Internacional foi ao Parque Antártica em busca de pelo menos um pontinho, e voltou para Porto Alegre com a segunda derrota consecutiva (antes havia sido o Corinthians em pleno Beira Rio). A grande atuação de Diego Souza levou o Palmeiras à vitória por 2 a 1 sobre o time de Tite.

Com isso, as chances do Colorado terminar o primeiro turno como líder se foram e o Inter pode estar entrando em crise, definitivamente. Tudo vai depender do resultado do jogo contra o Santos na Vila Belmiro no meio da semana. Se perder novamente, abala as estruturas do time.

Talvez agora, a imprensa vermelha d0 RS pare de espalhar o “mito do melhor grupo do Brasil” a respeito do Inter. A verdade é que o Colorado não passa de um plantel mediano, como o do Grêmio e da maioria dos times brasileiros, e só faz mal aos jogadores fazê-los crer que a equipe tem o melhor plantel do país. Não é verdade.

O Palmeiras de Azul

Confesso que acho ridícula a mudança de cor do “Verdão” que agora deverá mudar de apelido. Independente do que as origens do time digam, o Porco ficou conhecido e fortaleceu sua marca no Brasil com a tradicional camisa verde. Mudar agora, por motivos históricos é um jogo de marketing desnecessário.

Se quisessem reeditar a camiseta poderiam fazer como a dupla Grenal com as versões retrô de suas camisetas, mas fazer o time jogar com esta camiseta para vender mais é um exagero desnecessário, na minha opinião.

Com Maxi López, nos descontos junho 20, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio evitou a derrota para o Goiás em pleno estádio Olímpico graças ao argentino Maxi López que fez o gol de empate, de cabeça, nos descontos da etapa final.

De qualquer forma, a atuação do setor defensivo que tem sido o forte da equipe deixou a desejar e acende alerta para a quarta-feira em Minas Gerais, no jogo de ida pela Semi Final da Libertadores da América 2009.

A transição para o 4-4-2 não está acontecendo com tranquilidade, tanto que ao mexer na equipe, Paulo Autuori reeditou o 3-5-2 e ainda improvisou com Joílson no meio.

Só espero que a equipe do Grêmio mantenha a invencibilidade da Libertadores 2009 e, se assim for, podemos encaminhar a classificação à grande final já em Minas Gerais.