jump to navigation

A campanha de Renato Gaúcho dezembro 6, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Muito provavelmente o trofeu de melhor técnico do Brasileirão 2010 cairá novamente nas mãos de Muricy Ramalho. Justo, afinal Muricy fez aquilo que técnico nenhum fez nos últimos anos no Fluminense. De qualquer forma, é preciso ressaltar a campanha de Renato Gaúcho à frente do Grêmio.

O treinador, ídolo na Azenha pela conquista da Libertadores e do Mundial Interclubes em 1983 com a camisa 7 eternizada no Olímpico, recebeu o time na zona do rebaixamento e o levou à quarta colocação, na faixa de classificação à Libertadores.

O Grêmio não apenas foi a melhor campanha do segundo turno, com 43 pontos conquistados, contra, 33 do Fluminense. O time jogou bem, com raras exceções, dentro e fora de casa. E tudo isso com o dedo de Renato Gaúcho. O técnico devolveu aos jogadores o orgulho de jogar com a camiseta Tricolor. E isso fez toda a diferença.

Renato recuperou jogadores como Douglas e o próprio Jonas, que andavam pouco acreditados e já sofriam com vaias. Douglas foi para a seleção, está entre os melhores do campeonato e recupero sua auto-estima. Jonas virou o goleador disparado do Brasileirão 2010.

Além deles teve Lúcio que de lateral reserva passou a cumprir uma função importantíssima no meio campo, deixando o lado esquerdo do Grêmio um perigo para qualquer defesa.

E não bastasse a recuperação psicológica de jogadores importantes, o técnico indicou a contratação de dois grandes exemplos deste time de Renato. O lateral-direito Gabriel e o zagueiro xerifão Paulão.

O primeiro é um dos melhores laterais em atuação no Brasil e provou isso jogando o segundo turno no Grêmio. Paulão é limitado tecnicamente, mas por isso mesmo esbanja seriedade, vigor e raça em uma posição onde estas três qualidades são muito mais importantes que uma técnica refinada.

Enfim, por tudo o que coloco brevemente neste post, considero Renato Gaúcho o melhor técnico do Brasileirão, ainda que o trofeu vá para Muricy. Nos próximos posts, colocarei aqui alguns números impressionantes da campanha do Grêmio sob o comando de Renato Portaluppi no segundo turno do Campeonato Brasileiro 2010. Confiram!

Anúncios

Grêmio é campeão do 1º turno fevereiro 28, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0 com gol de falta do contestado Ferdinando e conquistou a Taça Fernando Carvalho, troféu do primeiro turno do Capeonato Gaúcho.

O jogo foi bastante difícil para os comandados de Silas e, pelo menos por alguns momentos finais, o Grêmio chegou a sofrer pressão do Anilado que tentava o empate desesperadamente com quatro jogadores ofensivos.

De qualquer forma, as previsões negativas de Gilmar Iser para o Grêmio em casa não ocorreram e o Tricolor chega a marca recorde de 46 partidas sem perder no estádio Olímpico.

Bruxa solta na Azenha

O pior da tarde, contudo, não foi a dificuldade em vencer o time do Vale do Sinos e conquistar a taça do primeiro turno do Gauchão 2010. O mais complicado para o Tricolor foi a perda do centroavante goleador Borges.

Com a lesão do camisa 9 gremista, o Grêmio perde seu 4º titular importante em apenas dois meses de campeonato. Antes de Borges, com distensão muscular, Leandro (com o mesmo problema), Souza e Lúcio (ambos com problemas de ligamentos dos joelhos) já haviam desfalcado a equipe titular.

Tudo indica que há algo errado com a preparação física no Olímpico, ainda que o responsável por ela seja o grande preparador Paulo Paixão. Não é possível que em apenas dois meses de temporada o Grêmio perca quatro jogadores de primeira linha por lesões reincidentes (duas de joelho e duas distensões musculares). É a bruxa solta no Olímpico.

As escolhas de Paulo Autuori agosto 18, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Desculpem a ausência. Acabei ficando uma semana sem publicar e perdendo de comentar algumas coisas basntante interessantes. Confesso que a derrota do Tricolor para o Barueri, principalmente depois do bom empate no Palestra Itália contra o líder Palmeiras, foi uma surpresa e tanto.

Mas além desta derrota na semana passada, que deixou o Grêmio sem vitória fora de casa no primeiro turno, alguns acontecimentos deste último final de semana no Tricolor merecem destaque.

A lateral esquerda

Não consigo entender o que acontece entre o técnico Paulo Autuori e o lateral esquerdo Jadílson. Comentei em meu último posto que a lesão de Fábio Santos daria a ele o que deveria ser de direito. Afinal tem um perfil de lateral mais ofensivo, o que para o Grêmio, jogando com 4 zagueiros – 2 centrais nas posições de zagueiro mesmo, mais um como volante (Réver) e outro como lateral (direito) – é o mais adequado para não retrancar o time e matar a jogada aguda pela lateral.

No jogo contra o Flamengo, por exemplo, o primeiro gol saiu dos pés dele para o cabeceio de Perea. Claro que, com Jadílson subindo, o lado esquerdo precisa de cobertura. Foi justamente o que faltou e as jogadas mais perigosas do Flamengo, exceto a do gol que veio pelo lado direito defensivo do Grêmio, ocorreram pelo lado esquerdo, às costas do lateral.

Só que, ao invés de corrigir o posicionamento do “volante-zagueiro” Réver ou de um dos zagueiros para cobrir o lateral quando este sobe, o técnico Paulo Autuori preferiu tirar Jadílson para colocar o jovem Bruno Collaço. Que também é um bom lateral esquerdo. Pelo menos parece ser melhor que Fábio Santos.

Mas não posso concordar com a atitude do técnico, que com a substituição no intervalo e a já confirmação da manutenção de Bruno na titularidade até o retorno de Fábio, acabou transferindo para Jadilson toda a culpa pelos espaços  nos contra-ataques do Flamengo pelo lado esquerdo do Grêmio. Não é justo para quem precisa de pelo menos um lateral ofensivo. Agora, novamente, o atleta não passará do banco e deverá mesmo deixar o clube em breve. Com toda a razão.

A lateral direita

Não acho que Mário Fernandes seja ruim, mas é mais zagueiro que lateral cruzador, por exemplo. Além disso Joílson entra sempre muito melhor que o jovem das categorias de base. É uma insistência de Autuori improvisar zagueiros de origem na lateral. Antes de Mário era o Thiego, este último muito fraco na posição.

Enquanto isso, o ex-são paulino Joílson segue esquentando o banco para estes garotos cumprirem funções claramente mais defensivas na mesma lateral que um dia já teve Arce. E o paraguaio é um excelente exemplo dos tempos em que o técnico gremista (na ocasião Luiz Felipe Scolari) acreditava no poder ofensivo dos laterais.

Vale o raciocíno utilizado no comentário sobre a lateral esquerda. Ou seja, se de um lado a opção é por alguém mais defensivo, como Fábio Santos ou Bruno Collaço, o outro lado deveria vir com alguém de vocação mais ofensiva, como Joílson e não os zagueiros improvisados copiando a idéia do Inter com Bolivar.

O meio campo

Também incompreensível que, jogando em casa, o técnico opte por jogar com três volantes, sendo que o primeiro é de fato zagueiro. Isso mesmo tendo um outro defensor na lateral direita e com Maylson no banco.

Tudo bem que Souza e Tcheco estavam fora contra o Flamengo, mas na minha opinião, o time estaria muito melhor escalado da seguinte forma: Victor, Joílson, Réver, Leo e Jadílson; Túlio, Adilson, Maylson e Douglas Costa, Jonas e Perea.

As escolhas de Autuori dão até margem para piadas sem graça. Como uma que recentemente ouvi que diz que o problema é que o técnico gremista tem medo de confundir os muitos “ilsons” do time, Jadílson, Joílson, Maylson, e opta por deixar apenas o Adilson como titular. Curiosamente, para mim, o mais fraquinho dos “ilsons” do Grêmio.

Maxi López

Espero que a direção acorde e mantenha, custe o que custar, o melhor centrovante que o Grêmio teve nos últimos tempos. Arrisco a dizer que desde Jardel o Tricolor não tem um matador da estirpe de Maxi. Ainda sonho em ver o time titular jogando com Perea (17 gols ano passado sem bater nenhum pênalti) e Maxi López.

Não precisamos gastar dinheiro no Leandro. Utilizem esta verba para ajudar a manter o argentino que é a cara do Grêmio. Espero que alguém na cúpula gremista seja suficientemente esperto para ver que o mercado não dispõe de um atacante do nível do atual camisa 9 gremista.

O mesmo vale para o goleiro de ouro, Victor. Louco aquele que pensar, ainda que por um breve instante, em vender o arqueiro que pode finalmente substituir o posto de Danrlei no gol e nas graças da torcida Tricolor.

O segundo turno do líder Grêmio setembro 9, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
3 comments

A notícia de que o Grêmio detém apenas a 8ª campanha do segundo turno foi o suficiente para gerar um alarde completamente desnecessário em boa parcela da torcida gremista. Na minha concepção, contudo, o fato de o Tricolor, em 5 jogos do segundo turno, ter conquistado somente 8 pontos, não chega a ser desesperador.

Na verdade, o melhor time do segundo turno é o Botafogo, com 11 pontos conquistados, TRÊS a mais que o Grêmio que jogou apenas DUAS partidas em casa e TRÊS fora. Cabe lembrar que o Botafogo estava a 10 pontos do Tricolor Gaúcho ao término do primeiro turno e com esta vantagem no returno, apenas conseguiu reduzir sua diferença para 7 pontos, o que ainda é uma excelente vantagem para os gaúchos.

Da mesma forma o Palmeiras, um dos principais concorrentes do Grêmio na busca pelo título, conquistou 9 pontos em cinco jogos, apenas UM a mais que o time de Roth, no returno, reduzindo assim a diferença que era de SETE pontos na 19ª rodada para SEIS, nada muito dramático. O Cruzeiro, por sua vez, tem campanha ainda pior que o líder no segundo turno e viu a diferença para o topo da tabela aumentar em UM ponto, de CINCO para SEIS.

Resumindo, a questão é que os times com melhores campanhas neste segundo turno, até agora, não são os principais concorrentes do Grêmio ao título, exceção feita ao Botafogo que, com os 11 pontos conquistados no returno, se aproxima vertiginosamente dos primeiros colocados, podendo, inclusive, assumir a vice-liderança já na próxima rodada, caso vença o Internacional no Rio de Janeiro e Palmeiras e Cruzeiro empatem no Mineirão.

De qualquer forma, se o Grêmio vencer seu compromisso contra o Goiás no Olímpico no final de semana e os resultados acima mencionados ocorrerem, Roth e seus comandados podem aumentar de SEIS para SETE pontos a diferença para o vice-líder, que passaria a ser o time carioca. E se o Inter vencer o jogo no Rio, ajuda ainda mais o Tricolor, pois a diferença passaria para OITO pontos de Palmeiras e Cruzeiro (no caso de empate) e NOVE para o Botafogo.

Ou seja, como li em um post muito bem escrito: Sem necessidade de grito.

Grêmio abre 5 pontos do segundo agosto 11, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Com a derrota do Cruzeiro para a Protuguesa, no domingo, o Grêmio abriu 5 pontos de diferença do time mineiro (segundo colocado), 9 pontos do 5º (primeiro fora da zona da Libertadores) e, com isso, garante um excelente fôlego extra para resistir a pressão que o líder tenderá a sofrer no decorrer do segundo turno do campeonato.

A campanha excepcional do Tricolor Gaúcho é a melhor de um primeiro turno desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado em pontos corridos, em 2003. Outra estastística pra lá de animadora para os torcedores gremistas é a que mostra que TODOS os clubes que, desde então, venceram o primeiro turno também foram os Campeões ao final dos dois turnos.

Para coroar a caminhada de Celso Roth com seus comandados, o Grêmio apresenta a melhor defesa disparada do campeonato (apenas 12 gols sofridos em 19 jogos), a melhor campanha fora de casa, e também o melhor ataque da competição (35 gols). Enfim, um pesadelo para qualquer adversário.

Claro que, como bem sabe Roth e a direção gremista, o time será o mais visado do segundo turno e precisará muita concentração e foco no objetivo para finalmente poder erguer, pela terceira vez (primeira neste sistema de pontos corridos), o caneco do Brasileirão. Mas que os indícios são promissores, isto ninguém pode negar.

E você amigo, acredita no título do Grêmio?

Grêmio goleia o Galo no Mineirão agosto 9, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
add a comment

A patrola Gremista entrou em ação mais uma vez neste sábado, desta vez no Mineirão, contra o Atlético MG. O Grêmio venceu o Galo por 4 a 0 e garantiu o “título” do primeiro turno com a melhor campanha de um primeiro turno desde 2003.

O time de Roth parece não ter limites e funciona como uma máquina, com suas engrenagens encaixadas perfeitamente, mesmo sem ter um jogador exclusivo que se destaque por uma qualidade superior a todos os outros. O segredo do Tricolor é justamente o trabalho em equipe de Celso Roth.

Para todos aqueles que tripudiavam o técnico após as desclassificações precoces na Copa do Brasil e Gauchão, uma surpresa. Para outros, nem tanto, afinal mesmo no primeiro semestre, com as referidas desclassificações, o desempenho do Grêmio, em aproveitamento, era muito similar ao percentual atingido até agora no Brasileirão.

Com isso, a torcida tricolor fica eufórica e já começa a se empolgar com as visíveis possibilidades de levantar o caneco do Tri. Título que o Grêmio não conquista desde 1996, com Felipão Scolari.