jump to navigation

Renato pede demissão do Grêmio junho 30, 2011

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Renato Gaúcho, maior ídolo da história do Grêmio, pediu para sair do comando técnico do time, ontem, após o vexame do empate heroico contra um limitado Avaí em pleno estádio Olímpico. Apesar dos ataques de muitos torcedores contra Renato, não vejo sua saída neste momento como a solução para os problemas gremistas.

O treinador tem lá seus problemas, principalmente com relação a algumas preferências discutíveis dentro do plantel já limitado que tinha em mãos, mas todos tem. E depois de uma campanha como a do ano passado, tirando o clube da incômoda zona do rebaixamento e levando, em pouco mais de um turno, o time para a Libertadores com a melhor capanha de um turno na era dos pontos corridos, não posso concordar com aqueles que insistem em queimar o cara pelo início turbulento no Campeonato Brasileiro.

Principalmente porque este time que vem jogando não é o mesmo que passará a jogar nas próximas semanas, com os retornos de jogadores importantes que estavam lesionados e a inclusão dos contratados. O novo técnico, que deve ser Cuca, terá em mãos reforços que Renato não teve até agora e qualquer comparação será, no mínimo, injusta.

Mas pior que isso é ler que Celso Roth foi cogitado porque conta com a admiração do presidente Paulo Odone. Ainda que seja apenas uma especulação, o simples fato de Odone ter admiração pelo trabalho de um cara que a torcida odeia e que nunca ganhou nada importante (afinal, na campanha do título do Inter na Libertadores 2010, o técnico comandou o time apenas nos quatro últimos jogos, enquanto Fossati foi o técnico em 10 partidas) é, para dizer pouco, lamentável.

Enfim, espero que um dia os cartolas do futebol brasileiro aprendam que não adianta ficar trocando de técnico como quem troca de roupa. Tenho certeza que Sir Alex Fergusson, que permanece como treinador do Manchester United há 25 anos, apesar dos vários títulos importantes neste tempo todo, também passou por temporadas ruins, mas nem por isso teve que sair.

Eu já sabia! dezembro 2, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , ,
add a comment

Após vários meses sem postar aqui, por absoluta falta de tempo para dedicar ao blog, volto e leio meu último post, escrito em 11 de agosto do corrente ano, e me surpreendo com o conteúdo do mesmo. Imaginem qual não foi minha surpresa quando percebi que a, então recente, chegada de Renato ao Grêmio, que para muitos ainda era vista como uma aposta, para este blogueiro já era uma certeza naquela época. 

O técnico, ídolo como jogador, tem de fato todas as chances de fazer história no clube agora no comando da equipe, mas há 4 meses atrás muitos que hoje elogiam o treinador ainda duvidavam. E achei extremamente interessante que no caso do meu post inclusive a leitura de posições deficitárias feita por mim na época coincide com as principais contratações depois da chegada de Renato Gaúcho ao Grêmio.

Por exemplo, no post menciono que a lateral direita do Grêmio precisava de um jogador de qualidade, assim como afirmo que a defesa carecia de um xerife, desde a saída de Réver. E Renato, como se tivesse lido meu post, trouxe Paulão pra botar ordem na defesa e Gabriel para ampliar impressionantemente a qualidade da lateral direita do Tricolor.

Outro ponto lembrado antecipadamente no post de agosto por este que vos escreve foi a recuperação de jogadores como Douglas e Jonas que andavam por baixa sob o comando de Silas e se transformaram em destaque sob a batuta de Renato Gaúcho.

Por fim, a impressionante ampliação de arrecadação para os cofres azuis devido ao marketing sobre o nome de Renato Portaluppi reforça minha ideia, também exposta no post de agosto, de que o treinador teria, como poucos, a capacidade natural (como ídolo) de reaproximar o clube e a torcida. Principalmente porque esta relação andava muito abalada desde os tempos de Paulo Pelaipe e Odone.

E isso também Renato conseguiu.

Mas para mim, o melhor disso tudo é que, ao contrário dos oportunistas de plantão, eu posso dizer e provar, como diz o título deste post, que eu já sabia!