jump to navigation

Willian Magrão já! abril 6, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , ,
add a comment

Infelizmente parece que o técnico Silas não viu o mesmo jogo que eu, e grande parte da crônica esportiva do Rio Grande do Sul, neste final de semana em Caxias, contra o Juventude. Willian Magrão, na minha opinião, jogou muito mais que Ferdinando em todos os jogos em que este último atuou pelo Grêmio.

Justiça seja feita, a única característica que o titular de Silas tem melhor que Magrão é a cobrança de faltas. Foi dos pés dele, em bola parada, que saiu o gol contra o Novo Hamburgo na final da Taça Fernando Carvalho, por exemplo. Mas é muito pouco para garantir a titularidade do volante. Principalmente em um time como o Grêmio que tem outros bons batedores.

Um volante precisa, acima de tudo, qualidade de passe e desarme. Fundamentos que Ferdinando não apresenta. Magrão tem, indiscutivelmente, mais qualidade de desarme e passe. O garoto da base não apenas rouba a bola com precisão, como consegue facilmente deixar os meias e atacantes na cara do gol com passes de extrema categoria. Foi assim contra o Juventude no domingo. O ex-Avaí, por sua vez, mal consegue desarmar e quando o faz, rifa a bola. Isso quando não a perde na cabeça de área como fez no jogo contra o Votoraty.

Infelizmente, Silas força os gremistas a torcerem por uma lesão (ainda que mínima) de Ferdinando. Foi assim com o centroavante William e há quem aposte que o volante protegido só saia da equipe titular por motivos de lesão. E aí, poucos duvidam que Magrão repetirá Maylson que, após a lesão de Hugo, ocupou definitivamente a vaga.

Anúncios

Rafael Carioca no Vasco janeiro 11, 2010

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , ,
add a comment

O volante Rafael Carioca acertou seu retorno ao Brasil, para o Vasco da Gama, menos de um ano depois de sua saída do Grêmio para o Spartak Moscou. O Tricolor não apenas o vendeu por pouco, considerando sua habilidade, como agora perde a chance de repatriar uma de suas mais recentes revelações. Lamentável.

Para negar os retornos de Gilberto, Marcelinho Paraíba, Emerson e mais recentemente Roger, as explicações da direção tinham a ver com a idade avançada dos atletar e a pouca garantia de que manteriam o mesmo nível durante os próximos anos de seus contratos.

Gostaria de saber qual a desculpa agora com o jovem volante, revelação do Grêmio em 2008. Na verdade o que mais irrita é que provavelmente o mesmo aconteça com Douglas Costa em 2011. Afinal, há grandes chances de o jogador não se adaptar ao clima do leste europeu e, a exemplo de Rafael Carioca e tantos outros que desistem do frio, voltar ao Brasil para algum clube de Rio ou São Paulo.

Edinho no Grêmio?! novembro 18, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

A notícia do interesse da direção do Grêmio no volante Edinho, hoje no Lecce da Itália, dada pelo jornalista Luiz Zini Pires em seu blog no ClicRBS gera espanto e revolta na torcida Tricolor. Não apenas por sua identificação com a torcida vermelha (Edinho foi campeão do mundo pelo Internacional em 2006), mas também por sua reconhecida falta de habilidade com a bola.

Edinho sempre foi um volante de pouca habilidade e muita truculência na proteção à zaga. No Inter nunca chegou a ser unanimidade entre os torcedores e sua transação para o Lecce da Itália foi considerada uma jogada de mestre de seu procurador, levando em conta seu fraco futebol.

Não é possível que, para fechar com o ex-colorado, a direção deixe escapar o retorno do ex-gremista Rafael Carioca (que ao que tudo indica negocia com o Vasco o retorno ao Brasil). Alguém da confiança dos dirigentes tricolores precisa dizer a estes senhores que isso não se faz com um clube do tamanho e importância do Grêmio.

Na minha opinião, a rejeição recente a ex-gremistas como Gilberto (Cruzeiro), Marcelinho Paraíba (Coritiba) e Emerson (Santos) não pode mais se repetir e se algum time tem que repatriar Rafael Carioca, que seja o Tricolor Gaúcho. E o Edinho, espero que seja apenas alguma piada de mau gosto.

Os reforços do Grêmio setembro 4, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

O Grêmio que entra em campo neste sábado contra o Vitória no estádio Olímpico tem alguns desfalques, que em breve retornam (Victor e Maxi López são os principais), mas começa a partida com três reforços importantíssimos em posições consideradas deficitárias no primeiro turno.

Lúcio na lateral esquerda, já jogou contra o Botafogo no Engenhão no empate dramático do final de semana passado, mas entrou no segundo tempo. Sua estréia como titular neste retorno ao clube será amanhã, melhorando em muito o setor esquerdo do time.

A chegada de Fábio Rochemback trouxe vários benefícios para o Grêmio. O primeiro deles é, obviamente, a qualidade incontestável de um meio campo com Adilson, Rochemback, Tcheco e Souza, tendo ainda o garoto Douglas Costa como reserva de luxo.

Um outro poderoso benefício na contratação de Rochemback, além da marcação aguerrida e precisa do volante ex-Sporting, Middlesbrough, Barcelona e Inter, é seu ótimo chute de longa distância. Seus mísseis tornam-se uma arma poderosa a mais no repertório de batedores de falta do Grêmio. Tcheco de curta distância, Souza de média e agora Rochemback de longa. É perigo de gol constante com bolas paradas.

Mas além da maior qualidade e maior poder ofensivo do quarteto de meio campo, a provável ida de Túlio para a lateral direita representa outro reforço em relação à Mário Fernandes ou Thiego, os laterais improvisados de Autuori. Ambos podem ter um futuro promissor como zagueiros. Como laterais direitos, entretanto, são uma negação e Túlio pode emprestar um pouco mais de ofensividade ao setor, com toda a certeza.

Enfim, apenas com estas três alterações, o Tricolor ganha consideravelmente em consistência e qualidade para o segundo turno. Basta compararmos Lúcio com Fábio Santos ou Bruno Colaço; Rochemback com Túlio; e o próprio Túlio na lateral direita com Mário Fernandes ou Thiego. Exatamente na hora que o time mais precisa embalar no campeonato para finalmente se aproximar do G4. Parabéns direção, que o time faça sua parte.

Um grande reforço agosto 29, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Fábio Rochemback, 27 anos é o mais novo reforço gremista. O Grêmio finalmente conseguiu sua liberação junto ao Sporting Lisboa e o jogador chega em Porto Alegre no domingo para realizar exames médicos segunda feira no Clube.

O volante assina por um período de 2 anos e se for vendido neste meio tempo, o Tricolor  fica com 20% do valor da venda. Excelente contratação da direção gremista.

A questão agora é ver o que o técnico Autuori fará com o jogador. Não posso imaginar Rochemback na reserva de Túlio ou Adilson, mas vai saber o que passa na cabeça do treinador. Na lateral esquerda, por exemplo, eu acreditava que Jadilson seria mais titular que Fábio Santos, mas não para Paulo Autuori.

Enfim, espero que o treinador não demore mais que o suficiente para fazer uso tanto do lateral esquerdo Lúcio, como do meia Fábio Rochemback. Afinal, são dois jogadores de muito mais qualidade técnica que os atuais titulares em suas posições.

Emerson de volta no Grêmio? abril 21, 2009

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , , ,
6 comments

A notícia da rescisão do contrato do Milan com Emerson, empolga os torcedores, principalmente pelo que disse o volante, em entrevista há pouco tempo, sobre encerrar a carreira no Grêmio. Seria, sem sombra de dúvidas, uma excelente contratação para a segunda fase da Libertadores da América e para o Brasileirão.

Principalmente porque acredito que o grupo do Grêmio funcionaria muito mais num 4-4-2. E com qualquer que seja o novo técnico, esta é uma possibilidade que, com Roth, não existia. Neste caso o ideal seria um meio de campo com Emerson, Rafael Carioca (que pode voltar) ou Adílson, Tcheco e Souza.

Contudo, não se pode esperar que esta direção pense o mesmo. Krieger, Kroeff e Meira não valorizam ídolos de outrora. Preferem ver Emerson no Flamengo, ou talvez Corinthians, SPFC, Palmeiras. Basta lembrar que, recentemente, Gilberto demonstrou, abertamente, interesse emvoltar a jogar no Grêmio. Mas mesmo sem laterais esquerdos de destaque no grupo, nossos dirigentes não o quiseram, preferindo Fábio Santos e Jadíslon.

Isso sem falar no que estão querendo fazer com a imagem de Renato Portaluppi, maior ídolo da história Tricolor. Buenas, quem quiser que faça suas apostas no retorno do volante, agora ex-Milan, que na época de Grêmio era meia. Eu, infelizmente, acho que não virá e as justificativas já começaram.

Como houve rescisão de contrato, pelo menos teoricamente, não haveria problema mesmo que a janela de transferências já tenha terminado, pois como ele não está mais vinculado a nenhum clube europeu não seria uma transferência.

Contudo, Luis Onofre Meira mal viu a possibilidade de ser pressionado a contratá-lo e já veio dizer que ACREDITA (ele não tem certeza) que o jogador não possa atuar no Brasil. Só o fato de não verificar antes de ficar justificando a não investida no jogador, dá sinais claros da posição do dirigente sobre trazer ou não o jogador.

Ah, e a desculpa do dinheiro não me serve. Renato treinaria o time por 150 mil. Só a diferença de salário para o que vão pagar a Paulo Autuori, quase dá para pagar integralmente o que poderia ser um acerto com Emerson (imagino que um salário em torno de 200 mil). Seriam o técnico e o volante ideais para a Libertadores. Mas quem manda não pensa assim.

De qualquer forma, como a esperança é a última que morre, depois de ler a notícia da liberação de Emerson fico eu aqui sonhando com a formação abaixo para o TRI da Libertadores. Victor, Ruy, Leo, Réver e Fábio Santos; Emerson, Rafael Carioca, Tcheco e Souza; Perea e Maxi López. Técnico: Renato Portaluppi.

O meio-campo do Grêmio julho 12, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , ,
add a comment

Há quem diga que sou exigente demais com o time do Grêmio. Não concordo. Na verdade acredito que Tcheco e Souza são excelentes jogadores e podem suprir com muita qualidade a ausência da criação de Roger. Elogio suas contratações. Também acho que Willian Magrão e Rafael Carioca são bons segundo e terceiro homens, respectivamente, para o meio.

Mas o Tricolor nitidamente carece de um Eduardo Costa, ou um Sandro Goiano, para dar maior proteção à zaga. O tão falado primeiro volante. Talvez este jogador venha da base, talvez seja Réver em uma possível transformação da equipe no 4-4-2, ou ainda Amaral que já jogou com Roth no Vasco fazendo esta retenção.

Não acredito, contudo, que com as soluções caseiras propostas acima o Grêmio possa manter-se nas primeiras posições da tabela por muito tempo, pois as substituições se farão necessárias e o técnico não terá muitas opções de qualidade. É por isso que penso ser nesta posição, fundamental para o meio-campo e para o setor defensivo como um todo, que o Grêmio precisa investir seus próximos esforços de contratação.

Sem vitória com Diego Souza janeiro 31, 2008

Posted by eduardotrindade in Futebol.
Tags: , , , , , , , , , , ,
add a comment

A estréia de Diego Souza (ex-Grêmio) com a camisa do Palmeiras não foi o que os torcedores alviverdes esperavam. Pelo contrário, ontem o time perdeu para o Ituano em Piracicaba, o jogo e a invencibilidade no campeonato paulista. E, apesar de esforçado, o meia não rendeu aquilo que se esperava dele nas finalizações.

Na verdade, é preciso lembrar que, nos últimos meses pelo Tricolor Gaúcho, Diego Souza não vinha apresentando aquele futebol do primeiro semestre do ano passado, quando chegou à final da Libertadores contra o Boca. Outro ponto que não podemos esquecer é que, ao chegar no Grêmio, sua função original era a de volante, como segundo homem do meio de campo. Com a ausência de talentos na armação e com o garoto se destacando em relação aos outros meia armadores da equipe, Mano o promoveu a meia de ligação. Mas sua posição de origem não é essa.

Enfim, a questão que fica a ser esclarecida para Wanderley Luxemburgo é: Qual foi o Diego Souza que o Palmeiras contratou? O do primeiro semestre de 2007, recuperado pelo Tricolor Gaúcho, ou o do segundo? A resposta só o tempo dirá, mas pela estréia de ontem, os indícios mostram que talvez não tenha sido bom pro rapaz toda a novela de São Paulo, Santos, Grêmio e Palmeiras em torno de seu futebol.